Escolha uma Página
Cláudia Trindade assume Diretoria Financeira da Conecta e reforça propósito da empresa de agregar valor às EFPC

Cláudia Trindade assume Diretoria Financeira da Conecta e reforça propósito da empresa de agregar valor às EFPC

A Diretora Acadêmica da UniAbrapp Cláudia Trindade acabou de assumir também a Diretoria Financeira da Conecta no lugar de Luiz Paulo Brasizza. A mudança faz parte de uma série de alterações que foram realizadas em representação de fóruns, diretoria e grupos de trabalho da Abrapp. Luiz Brasizza deixou a representação em alguns âmbitos devido a uma nova orientação da política de compliance global de sua empresa, a Volkswagen.

“A Conecta é uma empresa ainda jovem, em formação, mas tudo o que foi feito até agora tem a mão do Brasizza. É um desafio entrar no lugar dele”, diz Cláudia Trindade. Ela reforça que a Conecta está com muitos planos, desenvolvendo mais de 10 soluções para as entidades, e deu destaque para a Central de Serviço. “Teremos muito sucesso com esses projetos, agregando valor e trazendo retorno para a Abrapp e para as EFPC”, destaca. “Esse é o verdadeiro intuito, congregar as necessidades das entidades em uma empresa que vai prestar serviços, seja ela própria ou por meio de terceiros”.

Luiz Paulo Brasizza destaca o crescimento que a Conecta teve nos últimos anos em diversas vertentes e diz sentir orgulho de poder participar dos projetos da empresa. “A Conecta é uma grande esperança da Abrapp de trazer produtos novos para o setor. Ela vem para atender às necessidades das entidades, oferecendo ferramentas para isso. A vinda da Cláudia Trindade ajuda nesse processo pelo seu trabalho desenvolvido no Sul do Brasil como Diretora também da Previpar. Isso ajuda nessa troca de ideias e necessidades e na apresentação das soluções para os diferentes públicos do país”, reitera Brasizza.

Somado à sua atuação na Conecta, Cláudia Trindade faz parte da Diretoria da UniAbrapp, está à frente da Previpar e atua também na Diretoria Executiva da Abrapp, além de ser Diretora Presidente da Fusan (Fundações Sanepar). Para a equipe interna da Conecta, a chegada da nova Diretora traz uma expectativa muito positiva. “A Cláudia Trindade, além de uma dirigente muito engajada no ambiente associativo, está à frente de uma entidade que está trabalhando fortemente no processo de expansão. Ela conhece de perto as necessidades, além de ser uma apaixonada pelo sistema e pelo tema inovação. Sua chegada só agrega”, declara a Superintendente Executiva da Conecta, Cláudia Janesko.

Projetos – Além da Central de Serviços, outros projetos estão sendo desenvolvidos no Hupp, hub da previdência privada que conta com 11 entidades parceiras e 17 startups. Ele surgiu a partir do planejamento estratégico da Abrapp realizado no início do ano passado – mais especificamente relacionado ao eixo da inovação. O objetivo é criar soluções tecnológicas para que não apenas as entidades participantes possam utilizar em suas atividades, mas que sejam oferecidas para todo o sistema depois de testadas e aprovadas. “São soluções para a área de relacionamento, investimento, marketing e vendas”, explica Cláudia Trindade. O Hupp está na fase de alinhamento entre entidades e startups para o desenvolvimento de soluções e das Provas de Conceito (POCs).

A Conecta conta com parcerias que têm o objetivo de levar às entidades soluções para as demandas já apontadas. Os parceiros diretos possuem as soluções chamadas de “plug and play”, que já podem chegar e serem usadas de maneira mais imediata. Atualmente, a Conecta trabalha com os seguintes parceiros: PFM; Perinity; Inovativadora; Contraktor; Agência Eureka; Comdinheiro; e Atlas.

Todos os projetos foram apresentados às Associadas da Abrapp por meio do +Conecta, uma série de encontros realizados com as entidades regionais com o objetivo de mostrar o cardápio de soluções da Conecta e ouvir a demanda do setor. “Esses encontros são muito importantes. A partir do momento que se faz essa conexão, é possível ouvir as dores das entidades, pois muitas fundações médias e pequenas não têm braços para desenvolver soluções digitais, e a Conecta é um grande hub para isso”, destaca Cláudia Trindade.

Ela reforça que ao ouvir as demandas é possível diagnosticar os grandes gaps do sistema e entregar produtos e serviços que atendam a essas necessidades. “O grande propósito da Conecta é fazer essa conexão, sentir as dores, entregar soluções que atendam a essas demandas. Isso viabiliza melhores projetos”, destaca, enfatizando que esse tipo de trabalho ajuda a reduzir custos, que é um dos propósitos da empresa. “A partir do momento que temos 10 entidades buscando a mesma solução, a contratação terá menos custos, menos trabalho, e gera ganho de tempo e produtividade”, reitera Cláudia Trindade.

Encontro +Conecta registra forte mobilização na Regional Sul

Encontro +Conecta registra forte mobilização na Regional Sul

Mais de 80 pessoas, entre dirigentes, gerentes e profissionais da Regional Sul da Abrapp (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul), participaram do encontro +Conecta realizado nesta quinta-feira, 11 de março. A série de eventos promovida pela Conecta Soluções Associativas já realizou cinco encontros regionais e termina amanhã, 12 de março, com a Regional Nordeste (ver ao final).

Uma das novidades do evento da Regional Sul foi a participação da nova Diretora da Conecta, Claudia Trindade, que também é Diretora Executiva da Abrapp. “A Conecta é uma empresa nova, mas que já evoluiu muito. Dá para perceber a olhos vistos. Estou muito entusiasmada com o que a Conecta está fazendo”, disse a dirigente.

A Superintendente Executiva da Conecta, Claudia Janesko, deu as boas-vindas à nova diretora e agradeceu pelo “reencontro” com a profissional. As duas já atuaram em diversos projetos no Paraná e nos estados do Sul do país e ambas são bastante conhecidas pelos profissionais e dirigentes da região. Ela agradeceu também a presença massiva dos participantes e lembrou que o encontro tem a função de oferecer uma oportunidade de interação com as associadas da Abrapp, para ouvir as preocupações e desafios dos dirigentes e profissionais do setor e pensar em novas soluções.

“Estamos aqui para ouvir as demandas para trabalhar na busca de novas soluções. O papel da Conecta é o de realizar conexões entre as entidades e os parceiros; gerar ganhos em um ambiente de forte colaboração e compartilhamento”, explicou a Superintendente. Em seguida, ela passou a apresentar as frente de atuação da Conecta, começando pelo Hupp, que é o primeiro hub setorial da previdência complementar. Ele surgiu a partir do planejamento estratégico da Abrapp realizado no início do ano passado – mais especificamente relacionado ao eixo da inovação.

O Hupp é formado atualmente por 11 entidades fechadas (EFPC) parceiras que estão interagindo com 17 startups. O objetivo é criar soluções tecnológicas para que não apenas as entidades participantes possam utilizar em suas atividades, mas que sejam oferecidas para todo o sistema depois de testadas e aprovadas.

Claudia Janesko lembrou que o grupo de entidades que participam do Hupp possui grande diversidade de tamanhos e características, o que é especialmente importante para a testagem e desenvolvimento de soluções tecnológicas que sirvam futuramente para as demais EFPC.

“Temos entidades das Leis 108 e 109, desde as maiores até as menores, com planos patrocinados e instituídos. O alto nível de representatividade do grupo é importante porque, posteriormente, queremos que as soluções sejam replicáveis para todo nosso sistema”, comentou. Ela prevê que as primeiras soluções sejam aprovadas e disponibilizadas ainda no primeiro semestre de 2021.

Parceiros – Durante o evento, foram apresentados os parceiros da Conecta que oferecem soluções voltadas às necessidades das EFPC. Os parceiros são selecionados após passarem por um processo criterioso de escolha. “A gente testa os parceiros compreendendo a empresa, o modelo de negócios e a aderência da solução”. Atualmente, a Conecta trabalha com os seguintes parceiros: PFM; Perinity; Inovativadora; Contraktor; Agência Eureka; Comdinheiro; e Atlas.

Em geral, são empresas que já conhecem o setor de Previdência Fechada e possuem alta qualidade e condições favoráveis de custo. A Conecta continua buscando novas parcerias no mercado em diferentes áreas. “Estamos sempre olhando novas soluções. Temos conversado com muita gente. Mas tudo começa com a interação com vocês, para identificar e entender quais são as demandas para trazer ofertas adequadas para o sistema”, disse a Superintendente.

Central de Serviços – A partir de um processo de escuta realizado junto às entidades, a Conecta capturou as maiores necessidades e dores em relação à expansão e fomento das EFPC. Dessa análise, decidiu lançar a Central de Serviços com o objetivo de oferecer soluções voltadas para as áreas de vendas e atendimento. Diferente do Hupp e das soluções dos parceiros, a Central oferecerá uma prestação de serviços diretos pela Conecta. “Fizemos uma espécie de raio X específico para nosso ambiente para encontrar uma solução própria voltada principalmente para os novos planos família”, comentou Claudia Janesko.

Para isso, a Central de Serviços pretende oferecer uma solução completa em todas as etapas do funil de vendas. São soluções voltadas para o topo do funil, com campanhas de marketing que considerem o participante como principal divulgador do plano família. As soluções pretendem atender também o meio do funil, neste ponto, com a atuação da Clara, que é um chatbot (inteligência artificial) que será capaz de atuar no esquentamento dos leads.

A Central se propõe ainda a atuar no final do funil, com a venda propriamente dita, CRM e campanhas promocionais. O objetivo é oferecer alternativas de ações que permitam ganho de escala e volumetria, realizando a conexão com os portais de adesão digital das EFPC. E a última etapa, chamada de fase de encantamento, também será abrangida, com a finalidade de permitir a fidelização e retenção dos clientes.

Interação – A parte final do encontro da Regional Sul contou com boa participação do público, com apresentação de demandas e elogios para a atuação da Conecta. Eduardo Henrique Lamers, do Mais Futuro, perguntou se a empresa estava buscando parcerias e soluções para oferecer às entidades no atendimento às exigências da Instrução Previc nº 34/2020, que trata da prevenção à lavagem de dinheiro e financiamento do terrorismo. Claudia Janesko disse que a Conecta já está analisando a demanda e mantendo interlocução com potenciais fornecedores.

Cristiano Jacobsen, da Família Previdência, disse acreditar que a Conecta está em um bom caminho para trazer soluções de tecnologia para que as EFPC possam ficar no mesmo patamar dos bancos. Glauco Milhomem, da Quanta Previdência, também parabenizou o trabalho da Conecta e disse que está satisfeito com a utilização de algumas ferramentas de parceiros da empresa.

Encerramento – O Superintendente Geral da Abrapp, Devanir Silva, destacou a importância do desenvolvimento da Conecta como uma das ações mais inovadoras para atender as associadas com soluções compartilhadas e redução de custos. “A Conecta atua para superar um dos maiores desafios do sistema, que é o uso intensivo de tecnologia. Hoje temos confiança na atuação da equipe Conecta, que tem buscado as melhores soluções, com profundidade e responsabilidade”, disse.

Devanir destacou que o sistema está saindo da etapa de crescimento vegetativo para retomar o fomento e atração de novos públicos de participantes. “Apesar de todas as dificuldades, vamos crescer. Nosso sistema tem mostrado resiliência, tem mostrado foco, e tenho certeza que iremos ocupar um espaço cada vez de maior destaque em nossa sociedade”, comentou o Superintendente Geral da Abrapp.

Agenda de encontros +Conecta:

12/03 – Regional Nordeste – 10h às 12h

Leia aqui sobre encontro +Conecta Regional Centro-Norte realizado em 2 de março.

Leia aqui sobre encontro +Conecta Regional Sudoeste realizado em 3 de março.

Leia aqui sobre encontro +Conecta Regional Sudeste realizado em 9 de março.

Leia aqui sobre encontro +Conecta Regional Leste realizado em 10 de março.

Webinar: Fórum de Equidade e Diversidade das EFPC aborda desafios e conquistas das mulheres na pandemia

Webinar: Fórum de Equidade e Diversidade das EFPC aborda desafios e conquistas das mulheres na pandemia

O Fórum de Equidade e Diversidade das Entidades Fechadas de Previdência Complementar realiza na próxima sexta-feira, 12 de março, às 16h, um webinar em homenagem ao Dia Internacional da Mulher. Com o título “Dia Internacional da Mulher – Pandemia: Desafios, Conquistas e Divisão Social do Trabalho Doméstico”, o evento tem apoio da Abrapp e da Previpar e contará com abertura da Diretora Executiva da Abrapp, Claudia Trindade.

O evento terá ainda como palestrantes Adriana Carvalho, Diretora Associada de Diversidade & Inclusão da EY; a atriz Vilma Melo; e a advogada Fabia Maruco, além de levar depoimentos de mulheres das entidades que falarão sobre o home office na pandemia.

Desde 2011, em razão da similaridade entre as iniciativas das entidades, o Fórum de Equidade e Diversidade realiza ações conjuntas fortalecendo seus Comitês de Gênero e Raça. As entidades envolvidas na realização do evento são: Eletros, Funcef, Fusan, Petros, Previ, Infraprev, Real Grandeza, Serpros, Boticário Prev, Fundação Copel, JusPrev, Fibra, Fapa, Fundação Alpha, Mais Futuro, OABPrev-Paraná, c e CuritibaPrev.

Clique aqui para se inscrever.

Cláudia Trindade destaca importância da escolha correta do gestor para o plano de previdência

Cláudia Trindade destaca importância da escolha correta do gestor para o plano de previdência

A Diretora Executiva da Abrapp e Diretora Presidente da Fundação Sanepar (Fusan), Cláudia Trindade, destacou a importância da escolha adequada de um gestor que seja transparente e que ofereça custos baixos e retornos adequados para o plano de previdência, em sua entrevista no quadro “Previdência para Todos”, do canal MyNews no YouTube. Ela foi a entrevistada pelas jornalistas Mara Luquet e Myrian Clark no programa “Almoço de Quarentena”, transmitido nesta quarta-feira, 7 de outubro. Clique aqui para assistir ao programa – a partir do minuto 34′

Mara Luquet abriu o quadro com uma série de perguntas para orientar as pessoas na escolha do plano de previdência correto. A jornalista questionou sobre o custo e o regime tributário. “É necessário entender o perfil tributário de cada um para buscar o melhor benefício”, disse.

Cláudia Trindade ressaltou a importância de se contar com uma reserva emergência, em referência a um depoimento exibido mais cedo no mesmo programa. Ela apresentou dados que 50% das pessoas no Brasil não guardam dinheiro e mais de 60% não conseguem economizar. Neste sentido, defendeu a importância da educação financeira para implantar uma cultura de poupança previdenciária.

Para aqueles que poupam, a resposta mais comum é a poupança como veículo. Em seguida, as pessoas pensam em investimentos em ações e Tesouro Direto. A opção pelos planos de previdência não aparecem como mais lembrados pelas pessoas, principalmente pelo público jovem.

Escolha – Para a escolha de um plano de previdência, Cláudia Trindade ressaltou a importância de se realizar a seleção adequada de um gestor que forneça informações transparentes e que seja acessível. Ela indicou que é importante a escolha de um gestor que tenha um papel de consultor e que tenha boa reputação.

“Em um ambiente de juros muito baixos, é ainda mais necessário contar com a gestão de uma equipe profissional, que possa promover uma diversificação adequada em uma cesta de investimentos para alcançar uma boa rentabilidade”, comentou na entrevista.

A Diretora Presidente da Fusan falou ainda dos planos família e instituídos como veículos adequados para a realização de sonhos de curto, médio e longo prazo. As entrevistadoras deram inclusive o próprio exemplo da Cláudia, que costuma fazer viagens ao exterior com longos trajetos em bicicleta. “Gosto muito de pedalar e viajar. Eu costumo fazer uma viagem de bicicleta a cada 3 anos e para isso, programo resgates parciais no meu plano. Já fiz viagens Alemanha, França e Itália”, disse. Ela comentou que é possível aliar resgates parciais com a formação de uma poupança de longo prazo para a aposentadoria.

Durante o programa, foi exibido ainda um depoimento do Engenheiro Civil Vinícius, que tem plano com a Fusan e mantinha planos de previdência para os filhos em instituição bancária. Com o lançamento do plano família pela Fusan, ele promoveu a portabilidade do plano dos filhos para a entidade fechada, por conta do custo mais baixo e do retorno mais atrativo.

Newsletter Abrapp em Foco

Cadastre-se e fique por dentro de tudo que acontece no Grupo Abrapp e em sintonia com os fatos mais relevantes do setor.