Escolha uma Página
Participantes do MBA da UniAbrapp in Company da Previ realizam segunda parte de apresentações de projetos

Participantes do MBA da UniAbrapp in Company da Previ realizam segunda parte de apresentações de projetos

A segunda parte da apresentação dos projetos aplicados da 3ª turma do MBA em Gestão de Previdência Complementar UniAbrapp/Ibmec ocorreu nesta segunda-feira, 26 de outubro. A turma foi realizada no formato “in Company” para os colaboradores da Previ e contou com a participação de 25 estudantes. A primeira parte das apresentações ocorreu no dia 19 de outubro. Confira aqui os temas apresentados.

Luiz Paulo Brasizza, Diretor Presidente da UniAbrapp, destacou, na abertura do evento de apresentação dos projetos, que as apresentações são instigantes, com temas necessários para a área de previdência complementar. “Estamos muito felizes em estar aqui na 5ª edição de MBA, sendo a terceira da Previ, o que mostra a dedicação interna da entidade na educação previdenciária e financeira. É um grande trabalho que a UniAbrapp vem fazendo, e já temos mais de 540 cursos, sendo que a joia tem sido o curso do MBA”, disse. Ele ressaltou a importância de criar mentes pensantes na área. “Este MBA é um grande passo para isso”, finalizou, parabenizando os projetos e os professores.

Luiz Félix e Márcia Castro compõem a banca de avaliação dos projetos junto a Brasizza e também parabenizaram os projetos.”Esses temas são muito importantes para o desenvolvimento do nosso segmento e dos produtos ofertados aos nossos participantes”, disse Félix. Em seguida, os projetos foram apresentados.

Risco Atuarial da Longevidade – O Grupo 3 apresentou o projeto “Mecanismo de Proteção Coletiva Contra o Risco Atuarial da Longevidade”, elaborado por Eliana Campos Silva, Márcio de Oliveira Gottardo, Nathália da Costa de Azevedo Nunes, Queren Hapuque Freitas de Araújo, Roni Cesar de Paulo Cruz Iracema, e Sandra Tavares Rocha.

O objetivo do projeto é apresentar um produto voltado para a mitigação dos riscos atuariais de sobrevida, mantendo bons níveis de solvência e liquidez aos planos de previdência. “O que caracteriza este produto como inovador é a possibilidade da contratação direta pela EFPC, beneficiando indiretamente todos os participantes e assistidos, bem como o patrocinador, uma vez que estariam protegidos de arcar com eventuais contribuições extraordinárias em caso de déficits. O resultado esperado é garantir a complementação da aposentadoria/pensão nos casos de sobrevida que vêm crescendo sistematicamente nos planos de aposentadoria BD e CV”, diz a introdução do projeto.

Seguro Preservação Salário – Já o Grupo 4, composto por André Milagres da Silva, Eduardo Gomes Barbosa, Eduardo Leone Rozzo, Geice Faustino José, João Davi Cordeiro de Araújo, Robson Santana Camargo da Silva, e Rogério Gomes de Amorim, apresentou o “Projeto Para Criação de Seguro Preservação Salário (SPS)”, que tem como objetivo geral assegurar o patrimônio, oriundo de planos de previdência fechados, do segurado mesmo que ele venha a perder sua comissão.

Segundo a introdução, o projeto apresenta um contexto atual sobre a previdência oficial e a previdência complementar, bem como a discussão na inovação do produto de seguro, com o intuito de despertar a mudança do comportamento previdenciário. Em seguida, o projeto apresenta os principais aspectos que envolvem o produto Seguro Preservação do Salário, destacando suas vantagens e fatores de atratividade para os empregados das empresas brasileiras, sobretudo as vinculadas às entidades fechadas que administram planos de previdência complementar.

Ao final de cada apresentação, a banca realizou perguntas aos alunos.

Participantes do MBA da UniAbrapp in Company da Previ realizam segunda parte de apresentações de projetos

Participantes do MBA da UniAbrapp in Company da Previ apresentam projetos aplicados

Os alunos da 3ª turma do MBA em Gestão de Previdência Complementar UniAbrapp/Ibmec começaram a apresentação dos projetos aplicados para a conclusão do curso nesta segunda-feira, 19 de outubro. A turma foi realizada no formato “in Company” para os colaboradores da Previ e contou com a participação de 25 estudantes.

“O MBA realizado pela Previ em parceria com a UniAbrapp e Ibmec é um exemplo para todo o sistema. Com esta iniciativa, a fundação valoriza a formação de ‘pratas da casa’, investindo na capacitação de profissionais e futuros dirigentes”, disse Luiz Paulo Brasizza, Diretor Presidente da UniAbrapp, na abertura do evento de apresentação dos projetos.

Em sua fala, ele também ressaltou os avanços da UniAbrapp com a realização de 580 cursos e programas de treinamento com mais de 13 mil participações desde sua fundação há cinco anos. Já foram criadas 5 turmas de MBA e agora haverá a formação da primeira turma no formato 100% online. A Universidade realiza também um grande esforço para a realização dos cursos no formato EaD, já contando com mais de 6 mil participações neste modelo.

A Gerente Executiva da Gerência de Administração de Benefícios da Previ, Márcia Castro Moreira, enfatizou os investimentos da Previ em programas de educação com a visão de longo prazo. Ressaltou a relevância da parceria com a UniAbrapp e o Ibmec para a realização do MBA e disse que a iniciativa irá ajudar a Previ a cumprir sua missão com profissionais cada vez mais preparado para enfrentar os desafios e o cenário de inovação do setor. “A experiência oferecida pelo MBA será revertida não apenas para o Previ como para todo o setor de Previdência Complementar”, completou a Gerente.

Geraldo de Assis Souza Jr, assim como Brasizza e Márcia Castro, também compôs a banca de avaliação dos projetos, disse que certamente a parceria da Previ com a UniAbrapp e o Ibmec contribui para o engrandecimento do sistema. O Gerente Acadêmico do Ibmec, Marco Antônio Martins, também participou do evento da apresentação dos projetos.

O último membro da banca a falar durante a abertura foi Luiz Félix, que atuou também como orientador dos projetos aplicados desta turma de MBA. Ele reforçou o aspecto de inovação dos trabalhos dos grupos, que são muito adequados para enfrentar os enormes desafios da aceleração tecnológica. “Antes mesmo da pandemia já vivíamos em um mundo muito desafiador. Com o advento da pandemia, tudo isso se agravou”, comentou Félix. As apresentações foram divididas em dois dias. No primeiro dia foram apresentados os projetos dos grupos 1 e 2 e na próxima segunda, 26 de outubro, ocorrerão as falas dos grupos 3 e 4.

Relacionamento com o cliente – O grupo 1 apresentou o projeto “CRM: Uma ferramenta para melhoria do atendimento nas Entidades Fechadas de Previdência Complementar”, com a participação dos seguintes alunos: Andréa Brandão Wan-Meyl; Andréa Maria Dib Dias; Claudia Pessoa Lorenzoni; Kátia Luzia Antunes Bittencourt; Tatiana Costa Serrano; e Viviane Machado Merheb.

O projeto teve por objetivo a melhoria do atendimento nas EFPCs, com o auxílio do CRM (Gestão de Relacionamento com o Cliente) para assim viabilizar a interação da entidade com o participante, trazendo agilidade e eficiência na comunicação. Além disso, visou a utilização da ferramenta para a criação de novos produtos.

“Com o CRM é possível reduzir a complexidade das EFPC’s, fornecendo serviços com mais agilidade, clareza nas informações, reduzindo custos, sem deixar de levar em consideração as leis e resoluções que podem ter algum impacto na implantação dessa ferramenta. Assim, não só é mais fácil reter o participante, como também, angariar novos clientes, que são fundamentais na perenidade e sustentabilidade da entidade”, diz introdução do projeto.

Análise do perfil – O grupo 2 foi o responsável pelo projeto “Questionário de Análise do Perfil de Investidor Previdenciário” e contou com a participação dos seguintes estudantes: Felipe Couzzi Velasco; Julia Pitaro Guerra; Juliana Couzzi Veloso; Larissa Santos Moreira; Rafael Araújo de Lima; Ricardo Martins de Paiva Bastos; e Rômulo Luiz Mantovane de Oliveira.

“Os modelos de questionários utilizados pelas instituições que oferecem produtos previdenciários têm como embasamento características que se limitam ao perfil de investidor sob a ótica do mercado financeiro e não consideram premissas importantes quando se trata de investimento previdenciário”, diz o projeto em sua introdução.

Com base nesse problema, o grupo procurou elaborar um modelo que seja capaz de analisar o fenômeno comportamental do participante no seu período de acumulação. O projeto contribui, também, ao descrever o processo de mapeamento das características comportamentais e suas implicações através da aplicação do questionário de análise de perfil, podendo ser objeto de treinamento, aprimoramento de habilidades gerenciais e melhoria na capacitação dos gestores na sua tomada de decisão.

Na próxima semana serão apresentados os seguintes projetos: “Mecanismo de Proteção Coletiva Contra o Risco Atuarial Da Longevidade”, (grupo 3); e “Projeto Para Criação de Seguro Preservação Salário (SPS)” (grupo 4).

Newsletter Abrapp em Foco

Cadastre-se e fique por dentro de tudo que acontece no Grupo Abrapp e em sintonia com os fatos mais relevantes do setor.