Escolha uma Página
Sebrae Previdência completa 17 anos com o foco no crescimento

Sebrae Previdência completa 17 anos com o foco no crescimento

O Sebrae Previdência está comemorando seu aniversário de fundação nesta terça-feira, 2 de fevereiro. Fundada em 2004, a entidade chega aos seus 17 anos como referência em gestão de planos de previdência. De acordo com a 5ª pesquisa de satisfação, realizada ao final de 2020, o esforço realizado pela entidade para continuar gerindo o patrimônio de maneira eficiente, ao longo dos últimos anos (incluindo o difícil período de pandemia), foi percebido e aprovado pelos participantes, comemora o Diretor Presidente Edjair Alves.

“O processo de construção do Sebrae Previdência, o qual participei desde sua concepção, sempre foi fundamentado nas boas práticas de governança e em princípios éticos, de forma a salvaguardar o futuro de milhares de participantes e suas respectivas famílias. Ao completar 17 anos, pudemos constatar durante todo esse período a satisfação dos nossos participantes, patrocinadores e instituidores, bem como o reconhecimento pelo sistema de previdência complementar e órgãos normatizadores e fiscalizadores como uma das referências do setor”, diz. Edjair destaca a decisão de tornar a entidade como administradora de múltiplos planos, com o objetivo de assegurar sua sustentabilidade no longo prazo.

Em relação ao plano instituído do instituto, o Diretor de Seguridade, Nilton Cesar, fala sobre a previsão de novos convênios de adesão para o Valor Previdência, em 2021. “Este ano deveremos estabelecer ações para superar o “mito” de que apenas ações presenciais trazem mais resultados. O mundo mudou e atuaremos para evoluir na comercialização do Plano Valor Previdência (já composto pelos planos Família, FenaconPrev e CoreronPrev) e o mais novo plano da Ordem dos Pastores Batistas do Brasil, que será implantado em abril. E nesses 17 anos da Entidade, queremos comemorar com a implementação, até o mês de outubro, do Plano Setorial para Micro e Pequenas Empresas”, afirma Nilton Cesar.

Investimentos – Após um ano difícil, cheio de incertezas, o que esperar de 2021 em relação aos investimentos é a pergunta mais frequente entre os participantes. Segundo o Diretor de Administração e Investimentos, Victor Hohl, as estratégias para este ano já foram definidas, e sempre serão revistas a depender do cenário econômico. Acompanhe a seguir a análise feita pelo diretor Victor, bem como os resultados mais recentes dos investimentos.

O impacto da pandemia repercutiu com fortes efeitos na demanda agregada*, implicando em uma desaceleração da atividade econômica no mundo, bem como no Brasil. Esses resultados serviram para comprovar a relevância de formarmos a nossa reserva financeira para imprevistos e compreendermos melhor as características de risco de cada investimento, cientes de que as nossas escolhas de investimentos definirão tanto o montante de nossa reserva, quanto o nível de oscilação desses valores.

No pior momento da crise, pessoas que possuíam recursos concentrados na Bolsa de Valores, chegaram a acumular perdas próximas a 40%, ao longo de 2020. Para o ano de 2021, esperamos um ambiente de investimento menos incerto, contudo, a velocidade para a volta de uma certa normalidade dependerá do ritmo da contenção da pandemia.

“Teremos como foco o aumento da diversificação da carteira, estudando novos produtos para investimento no exterior e aumento de nossa carteira de crédito no segmento estruturado, com ampliação do prazo médio e com foco em emissões atreladas a índices de preços (inflação)”, diz o Diretor de Administração e Investimentos.

Giro das Associadas: Sebrae Previdência, Funpresp-Jud e Eletros

Sebrae Previdência supera metas e planeja maior diversificação – No fechamento do ano de 2020, os resultados do Perfil Arrojado do plano do Sebrae Previdência apresentou rendimento bruto de 237% do CDI, ou seja, CDI + 3,79%. O Perfil Moderado apresentou resultado de 180% do CDI, o que representa CDI + 2,22%. Todos os principais benchmarks e a meta da Política de Investimentos da entidade foram superados. Já o perfil Conservador apresentou desempenho de 109% do CDI, o que representa CDI + 0,26%.

A entidade destaca que o ano de 2020 foi desafiador, com incertezas quanto aos impactos econômicos da pandemia que fizeram os preços dos ativos oscilarem como nunca. “A gestão do Sebrae Previdência precisou ser ágil e se adaptar velozmente para enfrentar esse cenário de tamanha turbulência. Ao final do ano, conseguimos demonstrar que grande parte das medidas tomadas foram corretas e os resultados de nossa carteira de investimentos servem de base comprobatória, com a superação de diversos indicadores de mercado”, destaca em comunicado.

O Sebrae Previdência reitera que para atingir bons resultados em 2020, foi feito uso das estratégias de diversificação de riscos e mitigação de perdas, utilizando ferramentas disponíveis no mercado financeiro. A entidade encerrou 2020 com patrimônio de R$ 963 milhões, sendo que o Plano Valor Previdência apresentou crescimento superior a 50%, ultrapassando a marca dos R$ 23 milhões.

De acordo com o Diretor de Administração e Investimentos, Victor Hohl, o Sebrae Previdência segue com o desafio de superar o patrimônio de R$ 1 bilhão este ano. “A Política de Investimentos para 2021, já aprovada, aponta para o aumento da diversificação da carteira, ampliando a parcela de recursos investidos no exterior, aumento da carteira de crédito e de produtos estruturados, bem como a ampliação da carteira de empréstimo aos participantes”, disse Hohl.

 

Funpresp-Jud recebe 25,57% de contribuições facultativas via Pix – O Pix, novo meio de pagamento instantâneo criado pelo Banco Central, representou 25,57% do montante recebido pela Funpresp-Jud em contribuições facultativas no último bimestre de 2020. As modalidades TED e DOC representaram 32,20%, e as transferências, 42,24%. Em novembro, mês de início da operação do Pix, o valor recebido foi de R$ 4.400,20, Já em dezembro, o montante foi de R$ 442.343,33.

A principal característica do Pix é sua instantaneidade, sendo sua movimentação financeira imediata, além da ausência de custo da transação do Pix. Esses e outros fatores contribuíram para o aumento expressivo na movimentação de contribuições facultativas por esta via.

As contribuições facultativas esporádicas à Funpresp-Jud podem ser realizadas, de acordo com o regulamento do plano, em valores a partir de 2,5% da respectiva remuneração de participação, que corresponde à diferença entre o valor do teto do Regime Geral de Previdência Social (RGPS) e a remuneração considerada para a base de cálculo da contribuição à Funpresp-Jud.

 

Eletros atinge a meta atuarial em Plano BD – O Plano BD Eletrobrás, da Eletros, obteve rentabilidade apurada preliminarmente em 12% em 2020, superando sua meta atuarial para o ano, que deverá ser de 10,4%. “Cabe ressaltar que consideramos essa rentabilidade excelente para o participante, uma vez que a rentabilidade do Plano BD chegou a estar negativa em 11% em março de 2020”, diz Max Tavares, Diretor Financeiro da Eletros.

As estimativas preliminares para as rentabilidades de todos os perfis de investimentos dos planos CD e CVs são de aproximadamente 7%, variando de acordo com perfil de investimento. Tavares destaca que o ano de 2020 teve o desafio de superar a taxa de referência dos planos em um cenário de juros baixos no Brasil e no mundo, e em um mercado acionário que já vinha há alguns anos com altas sucessivas. “A chegada da pandemia mudou completamente as perspectivas econômicas para o ano”, diz.

Ele reitera que este cenário foi extremamente desafiador para a gestão dos investimentos da Eletros. “Diante das distorções nos preços dos ativos no mês de março, aumentamos a parcela de renda variável para os planos que possuíam limites disponíveis e, na renda fixa, direcionamos recursos para títulos longos indexados à inflação (NTN-B), comprando esses títulos com taxas bem acima daquelas praticadas no fechamento do ano anterior. Aqui cabe destacar que a compra de NTN-B foi importante para os perfis super conservadores, que não possuem ações, pois proporcionou a estes perfis uma rentabilidade bem acima das alternativas de mercado”.

A Eletros iniciou ainda uma diversificação na carteira de investimentos alocando recursos nos segmentos exterior e multimercados estruturados. “Acreditamos que a alocação nestes dois segmentos deverá fazer parte da carteira dos planos de forma mais presente diante dos desafios na busca por retorno”, destaca Tavares.

Para 2021, a estimativa é que haverá outro desafio para rentabilizar os planos. “As muitas incertezas políticas, o desequilíbrio das contas públicas e a ausência de convicção sobre a necessidade das reformas estruturantes nos fazem permanecer cautelosos”, complementa o Diretor.

Giro das Associadas: Petros, Viva Previdência e Sebrae Previdência

Petros reverte impacto da crise nos investimentos – A Petros conseguiu reverter, em novembro, o impacto causado nos investimentos pela crise econômica diante da pandemia a partir de uma atuação focada na gestão ativa dos investimentos e estratégias de diversificação para aproveitamento das oportunidades. De acordo com a prévia do último mês, os investimentos apresentaram alta de 6,79%, considerando todos os planos administrados pela Petros, elevando a rentabilidade acumulada do ano para 3,26%, ficando em 5,72% nos últimos 12 meses.

A rentabilidade obtida de abril a novembro contribuiu para um crescimento de cerca de R$ 15 bilhões da carteira de investimentos consolidada, considerando todos os planos administrados. “Este resultado significa que, em apenas oito meses, a Petros conseguiu uma rentabilidade de 18%, uma recuperação surpreendente ao levarmos em conta o impacto no resultado acumulado em março (-14,20%), quando teve início a pandemia de Covid-19”, destacou o Diretor de Investimentos da Petros, Alexandre Mathias.

Os três maiores planos administrados pela Petros voltaram ao campo positivo em novembro. Os investimentos dos planos Petros do Sistema Petrobras – Repactuados e Não Repactuados (PPSP-R e PPSP-NR) apresentaram valorização de 7,5% e 7,8%, respectivamente, frente a uma meta de 1,25% no PPSP-R e de 1,26% no PPSP-NR, de acordo com a prévia do último mês. O retorno acumulado no ano foi de 3,7% no PPSP-R e de 3,9% no PPPS-NR, ante objetivo de, respectivamente, 7,3% e 7,25% para o período. Já o Plano Petros-2 (PP-2) apresentou alta de 5,3% frente a uma meta de 1,2%, acumulando ganho de 1,5% no ano, ante objetivo de 8,1%.

Nos planos de Benefício Definido, o destaque foi a renda variável, com alta de 16,5% no PPSP-R, e de 17,9% no PPSP-NR, fazendo com que o segmento voltasse a registrar rentabilidade positiva no acumulado do ano. A renda fixa também contribuiu para essa retomada, registrando valorização de 3,9% no PPSP-R e de 4% no PPSP-NR acumulando, respectivamente, retorno de 3,3% e 3,8% em 11 meses.

No PP-2, a renda variável também impulsionou a alta, avançando 13,3% no mês e reduzindo o resultado negativo para – 8,5% no ano. Com valorização de 1,7% na renda fixa em novembro, foi registrado retorno acumulado de 8% neste segmento em 2020.

“As estratégias baseadas em fundos ativos, com mandatos específicos e diversificados, além de alta liquidez, foram fundamentais no processo de recuperação da rentabilidade este ano, configurando-se em um diferencial diante do cenário adverso da economia”, diz a entidade. Entre os destaques da carteira estão dois fundos internos geridos pela equipe de investimentos da Petros e que, juntos, somam cerca de R$ 6,2 bilhões de patrimônio, representando mais de 5% dos ativos totais da fundação.

 

Viva Previdência elege novos membros para o Conselho Fiscal – O Conselho Fiscal da Fundação Viva Previdência tem dois novos conselheiros eleitos pelos participantes dos planos administrados pela fundação. O titular é Antonio da Paz Carneiro e sua suplente é Keila Martins Barbosa. Ambos são participantes do plano Viva Empresarial e graduados em contabilidade.

A posse dos novos conselheiros ocorreu nesta terça-feira, 15 de dezembro, e o mandato vai até 2023. “Nosso modelo de governança é singular e todos os membros dos Conselhos da Viva são indicados por meio de eleições, prevalecendo sempre a vontade do voto do participante”, diz Silas Devai Júnior, Diretor Presidente da entidade.

 

Pesquisa de Satisfação do Sebrae Previdência destaca segurança dos participantes – Cerca de 1/3 dos participantes do Sebrae Previdência citaram a palavra “segurança” como principal sinônimo para a entidade na 5ª edição da Pesquisa de Satisfação, realizada entre outubro e novembro de 2020. Em segundo lugar aparece a palavra “futuro”. Os termos também foram os principais sinônimos citados pelos dirigentes de patrocinadoras e instituidoras.

A amostra da pesquisa foi composta por sorteios sequenciais para o preenchimento de cotas proporcionais à composição do universo. Os participantes sorteados para responder ao estudo receberam um e-mail com convite e link para o questionário online, cuja primeira seção nesta edição também teve a necessidade de leitura inicial e concordância explícita, pelo participante, com um Termo de Consentimento para Tratamento de Dados – uma nova exigência em função da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Os resultados indicam que participantes, assistidos, gestores e dirigentes aprovaram o esforço realizado pela entidade ao longo dos últimos anos (incluindo o difícil período de pandemia) para continuar comunicando, atendendo aos participantes, administrando e gerindo os recursos dos participantes de maneira eficiente.

A pesquisa aponta que 97,3% dos participantes do Plano SebraePrev e 99,2% do Plano Valor Previdência deram a sua aprovação geral ao Sebrae Previdência, com notas de 7 a 10. Na questão que avalia o grau de recomendação, em que se utilizou a metodologia NPS (Net Promoter Score), esse índice alcançou classificações “muito bom” no Plano SebraePrev e “excelente” no Plano Valor Previdência. Na avaliação geral sobre cada plano de benefícios, o grau de aprovação foi de 94,2% dos participantes do Plano SebraePrev e 93,5% dos participantes do Plano Valor Previdência.

Acesse aqui os demais resultados da Pesquisa de Satisfação do Sebrae Previdência.

Ordem dos Pastores Batistas do Brasil celebra convênio de adesão com Sebrae Previdência

Ordem dos Pastores Batistas do Brasil celebra convênio de adesão com Sebrae Previdência

O Conselho Deliberativo do Sebrae Previdência aprovou nesta quinta-feira, 10 de dezembro, em sua última reunião do ano, convênio de adesão com a Ordem dos Pastores Batistas do Brasil – OPBB. A organização possui 13 mil pastores associados registrados, o que corresponde a um público alvo estimado em 40 mil pessoas, levando em consideração seus familiares e dependentes financeiros, que poderão participar do plano instituído Valor Previdência. A próxima etapa para lançamento do plano, que terá o nome de OPBB-Prev, é o encaminhamento do termo de adesão à Previc.

“Após aprovação pelo órgão supervisor, os pastores batistas de todo Brasil poderão contar com um plano sem taxas de carregamento e performance e com uma taxa de administração inferior à média do mercado. Além disso os participantes do OPBB-Prev poderão contar com uma estratégia de investimento inovadora. Isso será possível pelo fato de o Sebrae Previdência prever o acesso aos melhores fundos de investimentos disponíveis no mercado, inclusive no exterior, por meio de criterioso processo de seleção, permitindo alocação equilibrada e diversificada, garantindo melhor retorno associado com risco calculado, além dos benefícios tributários”, diz comunicado da entidade.

De acordo com o Diretor Presidente do Sebrae Previdência, Edjair Alves (à dir. na foto), o OPBB-Prev alcançará uma expressiva e respeitada classe social, que além de carecer de planejamento financeiro e previdenciário adequado, trará ainda mais credibilidade ao nome da entidade.

O Diretor de Seguridade, Nilton Cesar (à esq. na foto), acrescenta que: “A Igreja Batista é uma Instituição que está presente no nosso país há cerca de um século. Como gestores, somos muito criteriosos ao celebrar um convênio de adesão com uma Instituição. Vale ressaltar, ainda, que esse novo Instituidor promoveu um amplo processo de seleção junto a diversos fundos de pensão e bancos, tendo escolhido o Sebrae Previdência”.

O plano Valor Previdência conta ainda com outros instituidores que são a Fenacon, o Corecon-DF e o Corecon-MS.

Giro das Associadas: Forluz, Sebrae Previdência e Funpresp-Jud

Forluz conquista certificação do GPTW – A Forluz foi reconhecida pela GPTW (Great Place To Work) como um excelente lugar para trabalhar. A certificação foi concedida depois que a fundação obteve um índice de 83% de favorabilidade do clima interno na pesquisa aplicada pela empresa. O Presidente da entidade, Gilberto Gomes Lacerda explica que a GPTW é uma instituição de referência, não só no Brasil, mas no mundo. “É uma certificação de muita credibilidade, que possui metodologia rigorosa e validada. Era preciso alcançarmos um índice de pelo menos 70%, e superamos este número em 13 pontos percentuais”, diz.

Segundo ele, a conquista deve a uma atuação para a melhoria da comunicação interna, incluindo um programa robusto de treinamento para o time, disseminação da cultura do feedback, entre outras ações. “Evoluímos em diversas frentes que se conectam à melhoria do clima. Além disso, a gestão de pessoas é um dos pilares do planejamento estratégico”, pontua.

Gilberto ressalta ainda o esforço para manter os empregados seguros e engajados durante a pandemia de COVID-19. A tendo em vista que a Forluz está funcionando em regime de teletrabalho desde março. “Mesmo distantes, seguimos mais próximos do que nunca. Nosso objetivo é fortalecer o que já temos de positivo e construir soluções para pontos de melhoria”.

O diretor de Seguridade e Gestão, Nelson Benício Marques Araújo, cita também alguns avanços que foram feitos no último ano e contribuíram para a certificação da entidade. “Conseguimos transformar o ambiente e, o mais importante, as pessoas sentiram esta mudança. Estamos promovendo um trabalho intenso de formação dos líderes, abrimos espaço para o diálogo individual do RH com a equipe, fizemos reuniões periódicas da Diretoria com toda a empresa, estipulamos uma rotina para o alinhamento de expectativas entre gestores e empregados, trouxemos novos integrantes para o time e retomamos o planejamento estratégico com o envolvimento de todos. Paralelamente, monitoramos a saúde do nosso quadro corporativo ao longo da pandemia, auxiliando na adaptação ao home office”.

 

Sebrae Previdência ultrapassa R$ 945 milhões em patrimônio – O patrimônio administrado pela Sebrae Previdência ultrapassou a marca de R$ 945 milhões, segundo dados do último acompanhamento semanal dos investimentos. No ano, o Plano Valor Previdência apresentou crescimento patrimonial de 46%, totalizando R$ 22 milhões.

O crescimento patrimonial foi suportado pelas contribuições aos planos, que continuam em crescimento, e também pela performance dos investimentos. Nos últimos 12 meses, os perfis de investimentos Arrojado, Moderado e o recente Plano Valor Previdência superaram indicadores de mercado. O Perfil Arrojado está acima de 200% CDI e os Perfis Moderado e Valor Previdência acima de 160% do CDI nos últimos 12 meses.

Segundo a entidade, o desempenho reflete uma estratégia de diversificação da carteira, além de ações pontuais na gestão de investimentos que utilizou de instrumentos financeiros disponíveis no mercado para mitigar os efeitos da queda de preços dos ativos durante a pandemia.

 

Contribuições facultativas à Funpresp-Jud podem ser pagas via Pix – As contribuições facultativas ao plano da Funpresp-Jud podem ser pagas pelo Pix, novo meio de pagamento criado pelo Banco Central (BC). A chave é o CNPJ da Fundação e o pagamento precisa ser feito pela conta que o participante for titular, para possibilitar a identificação.

Os participantes podem também realizar DOC/TED ou transferência bancária para a Funpresp-Jud. As contribuições facultativas esporádicas podem ser feitas em valores a partir de 2,5% da respectiva remuneração de participação. “A realização de contribuições facultativas faz diferença na formação de uma maior reserva individual e, para ajudar a visualizar o incremento do benefício futuro, é possível fazer simulações no Portal Participante. Além disso, as contribuições facultativas são livres de taxa de carregamento, de forma que os valores vão integralmente para a reserva individual do participante”, diz a fundação.

Newsletter Abrapp em Foco

Cadastre-se e fique por dentro de tudo que acontece no Grupo Abrapp e em sintonia com os fatos mais relevantes do setor.