Escolha uma Página

MyNews: Jorge Simino Jr. explica o papel do gestor de investimento no plano de previdência privada

por | out 28, 2020 | Blog

Jorge Simino Jr., Diretor de Investimentos da Vivest, participa do quadro Previdência para Todos no canal MyNews

Referência em investimentos no mercado brasileiro, Jorge Simino Jr, Diretor de Investimentos e Patrimônio da Vivest, foi o entrevistado desta quarta-feira (28) no quadro “Previdência para Todos” no canal MyNews do Youtube.

O quadro é fruto da parceria entre a Abrapp e o canal de jornalismo. Ele integra o programa Almoço de Quarentena, comandado pelas jornalistas Mara Luquet e Myrian Clark. Clique neste link para assistir.

Simino Jr. explicou o papel do Diretor de Investimentos em um plano de previdência privada. Esse profissional é responsável pela gestão dos ativos relacionada a um passivo de longo prazo, como é o caso previdenciário.

“Ainda que você fique atento às variações de rentabilidade de curto prazo, você toma decisão pensando em horizontes mais longos”, destacou Simino Jr, ao apontar a diferença em relação a gestores comuns.

Trabalho em equipe – A gestão de investimentos é sempre resultado de trabalho em equipe, dado o enorme conjunto de informações que precisam ser compiladas e analisadas diariamente, acrescentou o Diretor de Investimentos da Vivest.

“Costumo dizer que qualquer gestor de investimentos – no Brasil ou exterior – é um biodigestor de informações. Todo dia você compila uma quantidade enorme de dados e tem que separar o que é relevante do que não é. E do que é relevante, aquilo que você pode considerar na tomada de decisão”, observou Simino Jr.

Assertividade e consistência – O Diretor chamou atenção para o fato de que é impossível para um gestor acertar 100% das decisões. É preciso considerar a sua consistência ao longo do tempo.

“Os gestores excelentes, que por definição são raros, acertam 80% de cada 100 decisões que tomam. Os muito bons acertam 75%, os bons acertam 70%. Abaixo de 70% o cara não sobrevive na profissão”, afirmou Simino Jr, observando que a diferença é apertada. “Acertar essas cinco decisões marginais para você deixar de ser muito bom e ser excelente é um esforço monumental”.

Cuidado com exageros – A jornalista Mara Luquet ressaltou que é comum ver movimentos da “moda” no mercado. Um gestor ou setor específico entra em ascensão com grande destaque midiático e, após algum tempo, há um choque de realidade e a derrocada, levando muitos investidores a perder dinheiro.

O Diretor da Vivest lembrou como exemplos a bolha da internet nos anos 2000 e a bolha especulativa japonesa em 1990. Ele destacou que em muitos desses casos a relação entre o preço da ação e o lucro das empresas estava acima de 100 vezes, muito superior a patamares ponderados.

“É preciso prestar atenção nos exageros. Tome muito cuidado com os exageros. E tome muito cuidado com o tipo de argumentação (para justificá-los). Quando a argumentação começa a ficar exótica, esotérica e excêntrica – um triplo E – fique esperto”, disse Simino Jr. com bom humor.

Rentabilidade no longo prazo – Durante o programa também foram apresentados gráficos comparativos da rentabilidade anual e acumulada ao longo dos últimos 20 anos entre os fundos de contribuição variável da Vivest, CDI, poupança no modelo antigo e PGBL 15.

Em todos os cenários, os ganhos do investimento nos planos da previdência complementar fechada ficaram consistentemente acima dos planos PGBL.

“A poupança previdenciária tem um atributo que é o fator tempo – o que ajuda tremendamente na acumulação”, observou Simino Jr.

O gestor recomendou que ao estudar um veículo de investimento, seja ele previdenciário ou outro, o poupador observe esse tipo de gráfico para ter uma opinião sobre a consistência dos resultados no longo prazo.

Ele destacou que as oscilações são normais ao longo do tempo e, em anos ruins, é preciso buscar entender o que aconteceu – se houve alguma decisão equivocada ou surpresa ruim decorrente do momento econômico.

Acertar 100% do tempo é impossível para um gestor de investimentos, reforçou Simino Jr.. Mas os erros também trazem reflexões valiosas, notou, citando uma frase do campeão mundial de xadrez, da década de 1930, José Raúl Capablanca. “Em uma derrota eu consigo aprender mais do que em 10 vitórias”.

Clique aqui para assistir ao quadro Previdência para Todos (a partir do minuto 31:41).

Newsletter Abrapp em Foco

Cadastre-se e fique por dentro de tudo que acontece no Grupo Abrapp e em sintonia com os fatos mais relevantes do setor.

Shares
Share This