Escolha uma Página

Estratégias com títulos públicos, proteção cambial e exterior garantem bons resultados para Fapa em 2020

Mesmo com o cenário desafiador de crise causado pelo novo Coronavírus, a Fapa fechou 2020 com excelente rentabilidade de 8,26%. “Face ao resultado alcançado em 2020 destacamos aos participantes e assistidos que com o engajamento dos colaboradores, órgãos colegiados, gestores e consultores foi possível atingir um número muito importante em 2020. Alcançamos 8,26% de rentabilidade consolidada, fazendo frente há um ano em que a economia sofreu um forte impacto em função do cenário provocado pela pandemia de Covid-19, penalizando diversos setores da economia”, destaca o Diretor Presidente da Fapa, Celso Andretta.

Ao segregar as carteiras por subgrupos, o de Benefício Definido (BD), que concentra os recursos dos assistidos pela renda vitalícia, fechou 2020 com rentabilidade de 8,19%. A carteira tem alta concentração em títulos atrelados à inflação. Os resultados foram bastante superiores a importantes referenciais de mercado como CDI, que fechou o ano com 2,76% rentabilidade e Inflação com 4,46%.

“Graças à segregação dos ativos em 2019, a carteira direcionada à submassa BD passou praticamente incólume durante a pandemia, o que garantiu manter um resultado mensal positivo mesmo durante o período mais complicado do ano. Essa rentabilidade se dá principalmente à aquisição dos títulos atrelados à inflação realizados nos últimos anos com o compromisso de levá-los até o vencimento, diminuindo consideravelmente a volatilidade dessa parcela do patrimônio,” explica o Analista de Investimentos da Fapa, Mayron Wosniak.

De acordo com ele, essa estratégia direcionada ao passivo (BD), chamada ALM (Asset Liability Management) é adotada pela fundação dado seu compromisso atuarial com esse grupo.

Já a carteira de Contribuição Definida (CD), que concentra os recursos dos participantes ativos e assistidos na modalidade de percentual do saldo, fechou 2020 com 8,26% de rentabilidade, motivada principalmente pelas proteções com posições em dólar.

“A parcela destinada a submassa CD recebeu proteções com posições em dólar, pouco antes da disparada da moeda, que garantiram bons retornos à carteira, mesmo com a bolsa em queda”, explica Wosniak.

Exterior – Ao longo de 2020 os gestores externos da Fapa aumentaram de forma gradual a exposição da carteira da entidade aos mercados externos, após a valorização da posição cambial (em dólar), proporcionando maior diversificação em termos de risco.

“A estratégia foi adotada aproveitando a exposição na moeda já existente no portfólio e com o intuito de diversificar o “risco Brasil” presente nos ativos daqui. Obviamente a rápida valorização do mercado acionário nos EUA contribuiu para os ganhos também nessa posição,” destaca Wosniak.

Um estudo realizado recentemente pela Aditus Consultoria Financeira, apontou que a mediana da rentabilidade de todos os planos de previdência sob monitoramento da Consultoria (307 planos) foi de 7,08%, enquanto a Fapa apurou 8,26%, ficando na metade superior de todos esses planos, em termos de rentabilidade.

Newsletter Abrapp em Foco

Cadastre-se e fique por dentro de tudo que acontece no Grupo Abrapp e em sintonia com os fatos mais relevantes do setor.