Escolha uma Página
Fundações realizam debate sobre Consciência Negra e Direitos Humanos

Fundações realizam debate sobre Consciência Negra e Direitos Humanos

Na próxima sexta-feira, 4 de dezembro, a partir das 16h30, o Fórum de Equidade e Diversidade das Entidades Fechadas de Previdência Complementar promoverá o webinar “Consciência Negra e Direitos Humanos”. O Diretor Presidente da Abrapp, Luís Ricardo Martins, fará a abertura oficial do evento, cujo principal objetivo é abrir um canal de diálogo sobre a necessidade de construção de uma sociedade que preze pela equidade e valorização da diversidade em suas variadas expressões.

O encontro será realizado de modo 100% virtual e faz parte da campanha “21 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher e Consciência Negra”. Os palestrantes presentes no evento serão: Raphael Vicente, Coordenador da Universidade Zumbi dos Palmares; Alexandre Barenco Ribeiro, Mestre em Direito Constitucional na EMERJ; Humberto Adami, Presidente da Comissão Nacional da Verdade da Escravidão Negra; e Adriane Gonçalves, Delegada de Polícia.

Para participar, basta se inscrever gratuitamente por meio deste link.

O Fórum de Equidade e Diversidade das Entidades Fechadas de Previdência Complementar é atualmente representado por: Economus, Eletros, Fachesf, Funcef, Fusan, Infraprev, Petros, Previ, Real Grandeza e Serpros.

Prevcom administra previdência complementar de Mato Grosso

Prevcom administra previdência complementar de Mato Grosso

A Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) aprovou o plano Prevcom-MT, exclusivo para os servidores de Mato Grosso, formalizando, assim, o convênio de gestão firmado entre o estado e a Fundação de Previdência Complementar do Estado de São Paulo (Prevcom). A inscrição será automática para os servidores com remuneração superior ao teto que assumirem cargos a partir da data de publicação da Portaria Previc, podendo ser revertida, a pedido, em até 90 dias após o ingresso ao plano.

A parceria com a Prevcom de São Paulo foi definida com base em estudos e análises técnicas referendados pelo Conselho de Previdência de Mato Grosso, levando em consideração a sólida estrutura de governança, rentabilidade consistente, baixo custo operacional e a experiência acumulada durante sete anos de atividade da entidade paulista. “O processo com o Mato Grosso começou há um tempo, em meados de 2018, quando representantes do estado procuraram a Prevcom para saber mais informações sobre o plano de previdência complementar da entidade”, conta Carlos Henrique Flory, Diretor Presidente da Prevcom, em entrevista ao Blog Abrapp em Foco.

Por conta de um modelo de regulamento de plano e convênio de adesão da Prevcom já pré-aprovado pela Previc, o processo de adesão de entes federativos acaba sendo facilitado, bastando apenas a aprovação da Lei Complementar de cada estado e município. “Nesse caso, o ente demorou mais um pouco para aprovar a Lei, mas a partir da aprovação, nós já enviamos o convênio de adesão para a Previc, que foi aprovado rapidamente”, diz Flory.

Por conta de concursos que estão sendo realizados, com servidores do estado aguardando nomeação, e restrições de contratação neste momento, ainda não há possibilidade de fazer uma projeção sobre o potencial de entrada de participantes no Prevcom-MT.

Plano – Com a sanção da Previc, o Regime de Previdência Complementar implantado pelo governo estadual passa a ser aplicado aos titulares de cargos efetivos dos poderes Executivo, Legislativo, Judiciário, membros da Magistratura, Ministério Público, Defensoria Pública, Tribunal de Contas Estadual (TCE) e de órgãos da administração direta e indireta admitidos a partir de 26 de novembro. Para os funcionários que entraram no serviço público antes da vigência do sistema de benefícios, a adesão é facultativa de acordo com o plano de migração que ainda será regulamentado pelo Mato Grosso.

O Prevcom-MT oferece também o recurso da portabilidade, que permite a transferência de capital de planos contratados junto a bancos e outras instituições para concentrar os valores na carteira previdenciária.

Segundo Flory, o plano é exclusivo para servidores do Mato Grosso, mas os entes estaduais em geral estão começando a acordar que seus municípios também façam a previdência junto à Prevcom. “Esse foi o caso do Mato Grosso do Sul, e a nossa sugestão é que esses municípios entrem no nosso plano multipatrocinado Prevcom Multi”. Dois municípios do Mato Grosso do Sul manifestaram interesse em entrar no plano. São eles Nova Andradina e Maracaju.

Crescimento – Com a adesão do Mato Grosso, a Prevcom agora é responsável pela gestão dos planos exclusivos de previdência complementar dos estados de quatro estados, incluindo São Paulo, Mato Grosso do Sul e Rondônia; e da prefeitura de São Paulo. A fundação administra também os sistemas de previdenciários dos municípios de Birigui, Jales, Louveira, Ribeirão Preto, Osasco, Guarulhos e Santa Fé do Sul por meio do plano multipatrocinado Prevcom Multi.

Segundo Carlos Flory, há ainda protocolos de intenção assinados pelos estados de Goiás e Pará para aderir à Prevcom, além de conversas adiantadas com o Acre. “Lembramos que a Emenda Constitucional nº 103 estabeleceu o prazo dois anos para que todos os estados e municípios implementem sua previdência complementar, e um ano já se passou”. Para ele, o processo eleitoral municipal atrasou ainda mais essa implantação, e para o ano que vem, o assunto deve ser retomado com mais urgência pelas novas administrações.

Selo de Autorregulação é um ganho representativo de reputação, diz Presidente da Capef

Selo de Autorregulação é um ganho representativo de reputação, diz Presidente da Capef

A Capef foi uma das seis entidades que receberam o Selo de Autorregulação em Governança de Investimentos no mês de novembro. O Selo é uma chancela que reconhece a qualidade nos processos de governança de investimentos das Entidades Fechadas de Previdência Complementar (EFPC), concedido pelo programa de Autorregulação da Abrapp, Sindapp e ICSS. Até o momento, 17 entidades foram certificadas pelo programa. 

“Uma certificação como essa é fundamental para as EFPC que querem melhorar sua governança e seus processos de gestão de investimentos”, diz o Diretor Presidente da Capef, Jurandir Mesquita, em entrevista ao Blog Abrapp em Foco. “Por ser fruto de uma avaliação externa, empreendida por um Conselho de Autorregulação composto por entidades idôneas e independentes, reconhecidas em suas áreas de atuação, proporciona um destaque e diferenciação à Capef ao passar a fazer parte deste grupo de entidades que já obtiveram este reconhecimento”, complementa.

Segundo Jurandir, aos olhos dos participantes, patrocinadores e Conselhos, o Selo de Autorregulação fortalece o conceito que a Capef já possuía em relação à credibilidade, confiança, transparência, comunicação, atestando sua capacidade de atender às expectativas e interesses desses stakeholders em conformidade com a legislação e normas aplicáveis à gestão dos investimentos. “Considerando que a Capef está se preparando para lançar o seu Plano Família, é um ganho representativo de reputação que fortalecerá a abordagem junto ao público alvo, nossos futuros participantes”, ressalta. 

Governança em investimentos – O Selo reconhece as melhores práticas na governança de investimentos, de forma a consolidar ações voltadas para geração de segurança, transparência, economicidade e racionalidade na execução dos procedimentos das EFPC, em especial aquelas vinculadas aos processos de investimentos, envolvendo desde o momento da análise do cenário macroeconômico até o registro dos ativos. “A Capef sempre se dedicou a manter uma governança robusta, com muita transparência e comunicação abrangente, e também um maior envolvimento dos seus participantes nas discussões em torno das Políticas de Investimentos dos planos que administra”, diz Jurandir.

Segundo ele, a motivação para se candidatar ao Selo se fundamentou no fato de que todo o processo de investimentos da entidade passa pelo crivo de uma avaliação externa/independente. “Durante a fase de verificação da nossa conformidade ao Código de Autorregulação, vimos que ele contribuiria, como de fato contribuiu, para o aperfeiçoamento dos pontos passíveis de melhoria, culminando na obtenção do Selo”, diz, ressaltando a importância dessa chancela que traz mais segurança e confiabilidade ao trabalho da entidade no que diz respeito à gestão dos investimentos.

Processo de obtenção do Selo – Jurandir conta ainda que tanto a Diretoria como os Conselhos Deliberativo e Fiscal da Capef se mostraram amplamente favoráveis, desde o momento da adesão/candidatura ao Selo. “Não poderia ser diferente, uma vez que todos os membros eleitos e indicados são egressos do nosso patrocinador fundador, o Banco do Nordeste, que possui várias certificações concedidas pela Anbima, por exemplo, que de certa forma têm similaridade quanto ao significado. Então, a atuação dos colegiados foi fundamental durante todo o processo, dando apoio irrestrito e colocando-se à disposição, inclusive em atender com celeridade aos quesitos formulados aos membros desses órgãos estatutários, bem como quanto à implementação das recomendações de melhoria apresentadas pela banca avaliadora, quando a alçada era de sua governança”, explica. 

Embora a pandemia tenha estendido um pouco o processo, Jurandir destaca que essa extensão adicional veio a contribuir para que a Capef pudesse contar por exemplo, com o auxílio da Auditoria do patrocinador que, durante os trabalhos normais de auditoria anual na entidade, puderam fazer uma conformidade prévia do processo de gestão de investimentos e de documentação que foi enviada à banca avaliadora.

Segundo o Presidente da Capef, o principal e mais relevante aprendizado no processo de obtenção do Selo de Autorregulação em Governança dos Investimentos é o entendimento de que essa jornada não termina com o Selo, o qual não deve ser visto com um fim em si. “Podemos dizer, sem dúvida, que fica ampliada a consciência da importância do aprimoramento contínuo para garantirmos um padrão elevado de governança na gestão dos investimentos, tornando ainda mais tranquilo quando for chegado o tempo de passarmos por uma avaliação futura para manutenção do Selo, em conformidade com o novo Código de Autorregulação”, complementa.

UniAbrapp: Estão abertas inscrições para MBA em Gestão de Previdência Complementar 100% online

UniAbrapp: Estão abertas inscrições para MBA em Gestão de Previdência Complementar 100% online

As inscrições para o MBA em Gestão de Previdência Complementar da UniAbrapp, 100% online e ao vivo, já estão abertas. O lançamento do curso ocorreu durante o 41º Congresso Brasileiro da Previdência Privada (CBPP). “A nova turma do MBA online faz parte do processo de inovação da UniAbrapp, que procura seguir as principais tendências educacionais do momento atual”, explica Luiz Paulo Brasizza, Diretor Presidente da UniAbrapp.

O novo formato será capaz de atender um pleito antigo de entidades de pequeno e médio porte localizadas em diversos estados de norte a sul do Brasil. Com isso, todas as entidades fechadas e empresas do setor, além de pessoas físicas, terão acesso ao curso, que é realizado em parceria com o IBMEC. Além da redução de custos com locomoção, o valor da matrícula e mensalidades do MBA também são mais acessíveis.

Clique aqui para fazer a pré-reserva com desconto no primeiro lote, válido apenas para inscrições realizadas ainda em 2020. O início das aulas será em 23 de fevereiro de 2021, com horários às terças e quintas-feiras, das 19h às 22h. O curso possui carga horária de 369 horas e duração de 20 meses. Confira o calendário de aulas do MBA.

Cristiano Verardo abordará Previdência é Coisa de Jovem no MyNews desta quarta-feira

Cristiano Verardo abordará Previdência é Coisa de Jovem no MyNews desta quarta-feira

O Diretor de Comunicação, Marketing e Relacionamento da Vexty será entrevistado no quadro Previdência para Todos do MyNews nesta quarta-feira, 2 de dezembro. Na ocasião, ele abordará o tema Previdência é Coisa de Jovem, contando ainda sobre a live de sucesso realizada durante o 41º Congresso Brasileiro de Previdência Privada (CBPP) no dia 17 de e novembro. A live contou com a presença de 2500 jovens estudantes de norte a sul do Brasil e teve mais de 1000 likes. Clique aqui para assistir a Live “Previdência é Coisa de Jovem” do 41º CBPP.

O programa é comandado pelas jornalistas Mara Luquet e Myrian Clark e será transmitido a partir do meio-dia, no canal MyNews no YouTube. O quadro “Previdência para Todos” é fruto da parceria entre Abrapp e MyNews. A iniciativa tem por objetivo difundir o conhecimento sobre a previdência complementar fechada para o grande público. É transmitido semanalmente, sempre às quartas-feiras, no programa Almoço de Quarentena.

Newsletter Abrapp em Foco

Cadastre-se e fique por dentro de tudo que acontece no Grupo Abrapp e em sintonia com os fatos mais relevantes do setor.