Escolha uma Página

Sebrae Previdência aprova trabalho à distância como política de gestão de pessoas

Com a experiência bem sucedida do trabalho em home office, em decorrência do isolamento social imposto pela pandemia de Covid-19, o Sebrae Previdência passará a adotar esta prática como uma das políticas de gestão de pessoas. Para isto, foi aprovada pelo Conselho Deliberativo a Política de Trabalho à Distância, já disponível no Portal do Instituto.

Contribuíram para a adoção dessa Política o nível de produtividade que vem sendo alcançado durante o período de pandemia além do programa Sebraeprev Digital, no qual a equipe do Instituto já vem trabalhando em home office desde março, com todas as rotinas mantidas, graças ao Plano de Gestão de Continuidade de Negócios implantado há três anos, diz comunicado enviado pela entidade.

“O nosso diferencial foi estarmos preparados, claro que não falo da pandemia que trouxe tanta tristeza, mas sim do Plano de Gestão de Continuidade de Negócios que a entidade já possuía e que permitiu que os nossos sistemas corporativos funcionassem em ambiente externo. Apenas o atendimento presencial parou, no entanto, passou a ser feito por vídeo, as demais rotinas aconteceram com êxito, como os pagamentos dos benefícios, razão maior do Instituto”, diz a Gerente de Seguridade, Luciana Ribeiro.

Agora, com uma política específica para regulamentar o trabalho à distância, os funcionários terão a opção de optar por duas modalidades diferentes: o teletrabalho e o home office. “A equipe está 100% engajada, as atividades do Plano de Ação do Instituto estão em pleno cumprimento, não houve qualquer queda no rendimento da equipe. O formato de trabalho proposto permite maior qualidade de vida”, comenta Luciana.

Bem estar do funcionário – Dentre os objetivos da Política de Trabalho à distância estão a melhora na qualidade de vida dos funcionários, com a redução do desgaste físico e mental advindo de deslocamentos, aumento da motivação, comprometimento e autonomia. Além do impacto ambiental positivo para toda a cidade, com a redução do tráfego e, consequentemente, da poluição. Além disso, o maior tempo com os filhos, o estudo de uma língua estrangeira, dentre outras atividades, tornam a vida mais prazerosa. “Buscamos favorecer a inovação, o trabalho criativo, assim como atrair e manter novos talentos”, revela Luciana.

Monitoramento dos resultados – De acordo com Juliana Cipriano, responsável pela área de gestão de pessoas, para implantar definitivamente essa nova modalidade de trabalho tivemos que alterar os contratos de trabalho, por meio de termo aditivo, além de constar do Acordo Coletivo de Trabalho, prevendo as duas condições; home office ou teletrabalho. Em ambas condições, o Instituto se responsabiliza pelas despesas de infraestrutura, mediante ressarcimento.

O trabalho à distância é opcional e para isso o colaborador preenche um formulário específico com um Plano de Trabalho contendo atividades, metas e prazos para submeter ao seu diretor. Além disso, o colaborador deve encaminhar relatórios sobre as atividades desenvolvidas, ao gestor da área, no mínimo, mensalmente. A partir dos relatórios, cada setor irá realizar manifestações técnicas, a fim de apurar tanto as boas práticas como falhas nos regimes de trabalho à distância, resultados de produtividade, variações nos gastos da entidade, para assim formular sugestões de aperfeiçoamento da Política, caso seja necessário. As atividades presenciais irão continuar, para as funções que dependem deste modelo, integral ou parcialmente.

E-book aborda reflexões sobre o teletrabalho e home office nas EFPC

E-book aborda reflexões sobre o teletrabalho e home office nas EFPC

O livro digital “Reflexões sobre o Teletrabalho – Home Office nas EFPC” está disponível para download gratuito. A publicação foi elaborada pelo Comitê de Recursos Humanos da Abrapp em parceria com a Comissão Técnica de Assuntos Jurídicos, e traz contribuições às entidades sobre como instituir as práticas mais adequadas de trabalho remoto, as quais devem ser avaliadas por cada fundação devido à heterogeneidade do setor.

O e-book tem como objetivo levar aos profissionais encarregados de elaborar e implementar esse tipo de ação nas entidades informações e um roteiro com abordagem prática sobre os principais pontos atinentes a essa temática. 

“O cenário da pandemia exigiu que entidades, lideranças e seus profissionais adotassem novos hábitos e rotinas. Além de terem que se adaptar rapidamente às mudanças e novas formas de se relacionar, o que representará um legado permanente para o mundo corporativo. O momento requer flexibilização, transformação, criatividade, ousadia e resiliência, para que as entidades continuem crescendo e cumprindo seus compromissos”, diz a introdução.

O conteúdo do livro digital é segregado em duas partes, sendo que a primeira aborda um estudo sobre aspectos trabalhistas que concernem as práticas de home office, podendo subsidiar a elaboração de documentos formais e normativos internos sobre o assunto.

Já a segunda parte da publicação contém dicas de ordem prática voltadas aos gestores, parceiros de negócios e equipes de RH das EFPC. Faça aqui o download do e-book na íntegra.

Newsletter Abrapp em Foco

Cadastre-se e fique por dentro de tudo que acontece no Grupo Abrapp e em sintonia com os fatos mais relevantes do setor.