Escolha uma Página
Canal da Abrapp: Lives abordam desafios das mulheres na aposentadoria e marcam lançamento de Guia da SPrev

Canal da Abrapp: Lives abordam desafios das mulheres na aposentadoria e marcam lançamento de Guia da SPrev

A Secretaria de Previdência (SPrev) vai lançar, no dia 8 de março, o Guia “Previdência Complementar para Mulheres (Guia para mulheres que querem cuidar do seu futuro)” em evento que será transmitido pelo canal da Abrapp no YouTube. O Guia tem como principal objetivo contribuir para a educação financeira e previdenciária de todas as mulheres.

O material educativo, elaborado pela Subsecretaria do Regime de Previdência Complementar, aborda a importância do planejamento para realização de sonhos e para a conquista da aposentadoria, traz informações da aposentadoria pública para as mulheres, define os tipos de planos de previdência privada e suas principais características e, ao final, apresenta as vantagens desse tipo de previdência e como ela pode ser fundamental para o incremento da aposentadoria feminina.

O lançamento do Guia será realizado durante a live “Desafios das mulheres na aposentadoria: como a previdência privada pode ajudar?” na próxima segunda-feira, 8 de março, às 17h, no canal da Abrapp no YouTube (clique aqui para assistir). Estarão presentes na live: Ana Leoni, Superintendente de Educação de Investidores e Informações Técnicas da Anbima; Elaine Cavalcanti, Chefe da Divisão de Estudos Técnicos e Educação Financeira da Secretaria de Previdência; Patrícia Linhares, advogada e Sócia do escritório Linhares & Advogados Associados e Consultora da Abrapp.

No dia 10 de março a Secretaria de Previdência vai promover outra live no canal da Abrapp, voltada ao público de servidoras públicas. A live “Previdência Privada para servidoras públicas: o que preciso saber?” será às 17h e serão palestrantes Arlete Nese, doutora pela FEA-USP e empreendedora de um hub de educação e assessoria sobre previdência privada; Daniela Benayon, Diretora-Presidente da Manaus Previdência; Eveline Susin, Diretora de Operações e de Relacionamento com Clientes da BB Previdência; e Márcia Romera, Coordenadora-Geral na área de Previdência Complementar da Secretaria de Previdência – (clique aqui para assistir).

A Diretora da Abrapp e da Uniabrapp, Cláudia Trindade, fará a abertura das lives nos dias 8/03 e 10/03. Mais informações podem ser obtidas por e-mail: surpc.eduprev@economia.gov.br

Semana do Aposentado: Aposentadoria pode ser uma janela para um novo projeto de vida

Semana do Aposentado: Aposentadoria pode ser uma janela para um novo projeto de vida

Bem-estar é a satisfação plena das necessidades físicas e mentais, o que significa ter saúde, pouca ou nenhuma preocupação, finanças resolvidas, família tranquila. Essa foi a definição dada pela gerontóloga Eva Bettine, que estuda o processo de envelhecimento humano, durante a palestra “‘Bem’ Estar no ‘Novo’ Estar” realizada nesta quarta-feira, 27 de janeiro, na Semana do Aposentado. Em formato inédito, o evento teve início na terça-feira (26), com lives abertas e gratuitas transmitidas pelo Facebook e YouTube, realizadas pela Abrapp, em parceria com o Sindapp.

Eva ressalta, contudo, que talvez essa satisfação plena mencionada não seja tão simples no dia a dia. Ela citou ainda as novas necessidades diante de um momento de pandemia, como resiliência, compreensão da situação, empatia para com o sofrimento do outro, respeito às orientações de cuidados, otimismo com a volta ao estado anterior e olhar para os pontos positivos que a pandemia trouxe.

“Como está o nosso estado de alerta?”, questionou Eva Bettine no início da palestra, destacando que a saúde está relacionada à boa circulação sanguínea do corpo, orientando assim um exercício para ativar a circulação. “Para estarmos em atenção, precisamos entrar em estado de alerta. Mas antes disso, precisamos estar interessados”.

Ela promoveu exercícios respiratórios e de alongamento ao longo da palestra, ajudando a ativar o estado de alerta e atenção dos participantes do evento online.

Aposentadoria – Eva falou sobre o momento da aposentadoria, que significa “parar para descansar”, derivado do latim, tendo também definições como recolher-se aos aposentos ou retirar-se, significando muitas vezes a perda da função social ou o marcador da “velhice”. “Estamos tentando ressignificar isso. É possível continuar na área laboral, prestando serviços, mas também é possível fazer outras coisas para que seu tempo seja algo valioso”, disse. “Temos que pensar no que a gente faz com esse tempo”, ressaltou.

Ela tratou de temas sensíveis, porém importantes de serem refletidos e ressignificados, passando pela sensação de envelhecimento, até a aposentadoria, que pode ser uma janela para um novo projeto de vida. “É importante ter isso na nossa perspectiva. Há sempre tempo para começar uma nova atividade, um novo ramo, aprender trabalhos manuais ou a parte intelectual, ir para a área artística, escrever livros… existem muitas coisas que podem preencher sua vida com um novo projeto”, disse.

Eva falou ainda sobre crenças que precisam ser quebradas pois fazem com que o envelhecimento seja mais difícil para as pessoas. “Precisamos criar um ambiente inclusivo para todas as pessoas. Queremos um mundo preparado para todas as idades”. A especialista desmistificou algumas dessas crenças, como a associação do envelhecimento a doenças, inutilidade, incapacidade intelectual, fim da sexualidade e dependência.

Saúde e bem-estar – Eva Bettine tratou ainda sobre o sono e sua importância para a saúde. “Quando a gente não dorme bem à noite, no dia seguinte o nosso nível de atenção estará prejudicado”, alertou, reiterando que durante a pandemia o ritmo biológico das pessoas acabou sendo afetado. Entre os “ladrões” do sono citados por Eva estão preocupações do dia a dia; alimentação de difícil digestão; e ambiente não preparado para o sono.

A gerontóloga ressaltou questões como despertares noturnos, que são sinais de alerta para saber quais são os fatores que os causam, podendo assim tentar evitá-los. “A má qualidade do sono pode levar a dificuldades no aprendizado, problemas de memória, mau humor e cochilo durante o dia”.

Semana do Aposentado – Os conteúdos da Semana do Aposentado iniciaram na terça-feira, 26 de janeiro, com live de abertura que teve as participações do Diretor-Presidente da Abrapp, Luís Ricardo Martins, e do Diretor-Presidente do Sindapp, José de Souza Mendonça, que destacaram a importância dos aposentados, a razão de existir das entidades fechadas de previdência complementar.

No mesmo dia, a palestra “Saúde: o maior valor da vida!”, o médico geriatra Marcos Cabrera apresentou os resultados de pesquisas científicas que apontam como ter melhor qualidade de vida na vida pós-laboral. A live atingiu 500 pessoas ao vivo e soma mais de 2,8 mil visualizações até o momento.

A programação da Semana do Aposentado continua até sexta-feira, dia 29 de janeiro, com palestras diárias de especialistas renomados, sempre às 15h pelo Facebook e YouTube da Abrapp. O evento conta com o apoio institucional da Rede de Credenciados. Clique aqui para acessar o calendário com a programação.

Ao longo do evento serão homenageados os mais de 60 aposentados indicados pelas Associadas da Abrapp, sendo exibidos depoimentos em vídeo nas redes sociais da Associação.

Semana do Aposentado abrirá o calendário de eventos do sistema em 2021. Veja como participar!

Semana do Aposentado abrirá o calendário de eventos do sistema em 2021. Veja como participar!

A abertura do calendário de eventos do sistema Abrapp, Sindapp, ICSS e UniAbrapp, como não poderia ser diferente, será realizada em 2021 com a tradicional cerimônia em homenagem aos aposentados (as) do sistema de Previdência Complementar Fechada. Programado de 26 a 29 de janeiro, neste ano o evento terá um novo formato, pois será realizado com transmissões online (sempre às 15h00) ao longo de quatro dias e, por isso, receberá o nome de Semana do Aposentado.

Cada associada poderá indicar um homenageado (a) que, ao invés da presença física, terá sua mensagem de um minuto publicada nas redes sociais da Abrapp e receberá um certificado em sua residência. As associadas deverão enviar vídeo do homenageado (a) de até 1 minuto filmado na horizontal em boa resolução. Como sugestão, o homenageado (a) pode responder às seguintes questões: o que esse momento de aposentadoria significa para você? E quanto sua entidade/fundação tem contribuído para a construção desse significado?

As informações e as mídias devem ser enviadas no e-mail abrappatende@abrapp.org.br com os seguintes dados: nome completo, CPF, e-mail, endereço e telefone do homenageado (a). Para a publicação do vídeo nas redes sociais e nas lives, o assistido terá de assinar o termo de consentimento, que será enviado para o e-mail informado. A não assinatura inviabiliza a publicação do vídeo. Saiba como participar.

“A homenagem aos aposentados e aposentadas é um dos eventos de maior destaque de nosso calendário anual, pois reforça a missão maior de nossas associadas, que é o pagamento dos benefícios aos assistidos”, diz Luís Ricardo Martins, Diretor Presidente da Abrapp. Ele explica que a relevância da comemoração tem a ver com o propósito diário e a razão de ser de tudo o que o sistema tem realizado, com o foco no pagamento de benefícios e no relacionamento com os assistidos.

A Semana do Aposentado contará com uma agenda de palestras gratuitas e abertas a todo o público de participantes, especialmente aos assistidos das entidades. No final de dezembro, foi enviado um e-mail marketing para as associadas no qual disponibilizam um kit de divulgação para que as entidades possam aplicar suas marcas para divulgar o evento como uma atividade de seu calendário anual.

Confira a agenda de palestras que serão transmitidas online todos os dias às 15h00:

  • 26/01: Abertura, com Luís Ricardo Martins + Palestra com o tema ‘Saúde: o maior valor da vida!’, com Marcos Cabrera
  • 27/01: Palestra sobre Qualidade de Vida ‘‘Bem’ Estar no ‘Novo’ Estar’, com Mirian Goldenberg
  • 28/01: Palestra sobre Empreendedorismo ‘Seniores Digitais: profissionais 50+ para novas carreiras’, com Sérgio Serapião (Lab 60+)
  • 29/01: Palestra Viver é um exercício diário de Superação!’, com Marisa Bravi
Semana ENEF: Live ressalta importância da previdência complementar para servidores públicos

Semana ENEF: Live ressalta importância da previdência complementar para servidores públicos

Foi realizada na quinta-feira, 26 de novembro, a live “Previdência privada para servidores públicos, entenda porque ela pode ser importante para você”, promovida pela Secretaria de Previdência na Semana ENEF, e com moderação de Elaine Cavalcanti. O bate-papo com Delubio Gomes Silva, Auditor Fiscal da Receita Federal do Brasil, e Marcia Paim Romera, Coordenadora-Geral de Diretrizes e Normas de Previdência Complementar, foi transmitido pelo canal da Abrapp no YouTube e levou ao público conceitos importantes para que os servidores públicos entendam como funciona a aposentadoria, além de ressaltar a importância da previdência privada e complementar para a construção de uma aposentadoria mais confortável.

Atualmente, 13 estados possuem um regime de previdência complementar em funcionamento, sendo que o Mato Grosso teve seu plano autorizado a partir desta quinta-feira, conforme foi anunciado por Marcia Romera durante a live. Há outros estados estudando a implantação e alguns municípios que já fizeram sua implementação. “O ano de 2021 deve ser o ano em que de fato os municípios vão avançar na implantação da previdência complementar”, disse Marcia.

Com a Emenda Constitucional nº 103, a previdência complementar passou a ser uma obrigatória para todos os estados e municípios com Regime Próprio de Previdência Social (RPPS). Além disso, a Reforma da Previdência promoveu outras mudanças que levam o servidor público a se conscientizar mais na formação de uma previdência complementar para garantir uma renda melhor no futuro. “Ao atingir o teto do INSS, os servidores vão ter que pensar seriamente sobre isso, e eu diria que não é alternativa”, explicou Delubio Gomes.

Em sua visão, além de se incentivar a aderir à previdência complementar, todos os entes federativos que criarem seu plano deveriam incluir a inscrição automática. “A maioria das pessoas não tem conhecimento por previdenciária, principalmente previdência complementar”, ressaltou, destacando que a inscrição automática é mais uma forma de incentivar o servidor público a entrar no regime complementar.

Marcia Romera também defendeu a inscrição automática como maneira de estimular a adesão à previdência complementar, por ser um regime extremamente vantajoso, mas que nem todos conhecem os benefícios. Marcia reiterou, principalmente, a questão da contrapartida do patrocinador que ocorre com planos patrocinados, que é o caso da previdência complementar dos servidores públicos.

Diante do histórico da previdência para servidores públicos, Delubio destacou que resiliência para este público é algo novo. “Até 2003, o servidor público tinha a convicção que sua aposentadoria era integral. Uma das premissas é que ele sabia que no momento da sua inatividade, seu último salário estaria garantido. Não estávamos preparados para essa nova mentalidade que ocorreu com as mudanças que culminaram na Reforma da Previdência do ano passado”, disse.

Delubio ressaltou que a previdência não deve ser pensada como uma poupança para ser resgatada, e sim como uma prestação de serviço continuada para que se tenha uma renda adicional no futuro. “A finalidade da previdência complementar é de complemento à previdência do regime geral e regime próprio. Isso terá impacto muito grande”.

Segundo ele, o contexto atual mostra que o servidor público precisa ficar atento ao planejamento futuro para garantir uma renda qualificada na inatividade, e que hoje a previdência de servidores ainda vem de um regime que depende de pessoas trabalhando para garantir a renda de quem se aposentar, e isso não se sustenta. “A redução do Estado dificulta ainda mais a questão da repartição”, complementou.

Como funciona a previdência complementar – Marcia Paim Romera apresentou as características da previdência complementar. “É um regime privado, amadurecido e consolidado no Brasil, administrando R$ 2 trilhões em patrimônio, com 16 milhões de participantes e assistidos, e representando 28% do PIB com cerca de 1.098 planos”, disse, citando número da previdência complementar fechada e aberta.

Ela contou que, no caso de servidores públicos, o plano oferecido é da modalidade de Contribuição Definida (CD), na qual o servidor escolhe o percentual de contribuição, e essa poupança é constituída junto com as contribuições do patrocinador. “É um regime que requer uma atenção maior do participante para fazer simulação e observar se o volume contribuído é o suficiente para o seu objetivo”, disse Marcia.

Ela destacou que o mais importante dentro da previdência complementar é o planejamento financeiro. “A primeira mensagem que a nova previdência trouxe para todos é que, neste momento, precisamos estar mais conscientes sobre nossas regras de aposentadoria e como vamos nos aposentar”, disse. “A previdência complementar é importante para manter a qualidade de vida e renda na velhice; proteger a família, pois permite adesão a vários produtos de risco vantajosos; além de ter a contrapartida do empregador no mesmo montante que o servidor público; diversificar fontes de pagamento; e proporcionar rentabilidade de investimento com maior controle”, explicou Marcia.

O quanto antes melhor – Ela reiterou que os servidores que optarem por ingressar o quanto antes no regime de previdência complementar terão maior tempo de contribuição, sendo descontado um valor não tão alto de seu salário, e formando uma renda maior no para o futuro. No caso de servidores que começaram mais tardiamente, o nível de contribuição é maior para conseguir ter uma complementação de renda. “Previdência complementar é um assunto para o jovem. Mas mesmo para quem postergar, o benefício vale a pena”.

Para o servidor que ganha abaixo do teto do INSS, Marcia avalia que há também uma preocupação com a manutenção da renda. “A previdência complementar passa a ser para todo mundo, pois o nível de aposentadoria no futuro vai ser menor”, reforçou.

Para auxiliar ainda mais no entendimento deste tema, a Secretaria de Previdência criou um plano de educação financeira com diversos projetos e ações para disseminar a conscientização sobre a previdência. O “Previdência Complementar para Todos – Guia para a população brasileira se preparar melhor para a aposentadoria”, lançado na segunda-feira, dia 23 de novembro, é também fruto deste trabalho. Leia mais.

Newsletter Abrapp em Foco

Cadastre-se e fique por dentro de tudo que acontece no Grupo Abrapp e em sintonia com os fatos mais relevantes do setor.