Escolha uma Página
Vídeo: Presidente da Abrapp ressalta crescimento dos Planos Família 

Vídeo: Presidente da Abrapp ressalta crescimento dos Planos Família 

No quinto programa da série Abrapp Direto ao Ponto, o Diretor Presidente da Associação, Luís Ricardo Martins, compartilha o sucesso do Plano Família, projeto que visa facilitar que as entidades ofereçam aos participantes e seus familiares uma proteção adicional. “Temos mais de 20 planos família em funcionamento; 3 planos família em autorização; 11 em fase de aprovação; mais de 30 em estudos de viabilidade e planejamento interno; e em curto espaço de tempo teremos 72 planos família protegendo os familiares”, disse, ressaltando que hoje já são mais de 26 mil participantes protegidos com mais de R$ 210 milhões em reservas. 

No vídeo, Luís Ricardo ainda fala sobre as projeções de crescimento desses planos para os próximos anos. Assista ao vídeo na íntegra:

Abrapp lança Guia Rápido de Implantação de Planos Família

Abrapp lança Guia Rápido de Implantação de Planos Família

A Abrapp lançou nesta quarta-feira, 14 de outubro, o Guia Rápido de Implantação de Planos Família. O material foi estruturado com base no Raio-X dos Planos Família, realizado junto às associadas, que deu insumos para elaboração de um estudo de viabilidade de planos de benefícios voltados aos familiares dos participantes e assistidos. O documento não substitui análises particularizadas e mais detalhadas da realidade de cada EFPC, mas permite antever as principais fases da implantação de um Plano Família, saber quais são os aspectos mais relevantes que envolvem um projeto dessa natureza, ter perspectivas de prazo de sua conclusão e simular cenários de viabilidade sócio-econômico-financeira do plano.

O Guia está dividido em quatro tópicos que representam as principais fases do processo de implantação: a) análise e decisão pela criação do Plano Família; b) aprovação do Plano Família junto à Previc; c) implantação do Plano Família; e d) manutenção do Plano Família. Segundo o consultor João Marcelo Barros Carvalho, que auxiliou na elaboração do material, o Guia discorre sobre o porquê da criação de um Plano Família dentro do entendimento que uma entidade deve fazer uma análise bastante criteriosa antes de criar o plano. “Temos percebido que muitas entidades têm criado Planos Família com o objetivo de captar mais receitas administrativa e também fomentar a cultura previdenciária entre o familiares dos participantes”, diz.

Análise e decisão pela criação do Plano Família – O primeiro capítulo do guia aborda essa decisão de criação do plano, que invariavelmente deve abranger um objetivo de diluição de despesas administrativas, tendo em vista que a maioria dos recursos da entidade são fixos. “A administração de um novo plano, no médio de longo prazo, traria uma diluição de despesas para a entidade. Esse é o primeiro passo abordado, provendo orientações para as entidades nessa análise prévia à criação, que pode ser conclusiva pela conveniência ou não da criação do plano. Colocamos toda a regulamentação condensada no Guia para facilitar o trabalho de análise pelas entidades”, diz João Marcelo.

Uma vez que a entidade opta por criar o plano, ela terá três formas de instituí-lo, o que no Guia é tratado como Modelo 1, Modelo 2 e Modelo 3. “O primeiro modelo é por meio da busca por uma associação de empregados da empresa patrocinadora ou de participantes da entidade que venha a ser instituidora desse Plano Família. O segundo modelo pressupõe que a própria entidade seja a instituidora. Já o terceiro modelo parte da parceria com o Plano Setorial Abrapp, no qual a Abrapp é a instituidora. Promovemos uma análise de comparação entre os três modelos, dando elementos para a entidade escolher o melhor na criação do plano”, destaca o consultor.

O Guia traz ainda estatísticas de entidades que já criaram ou estão criando seu Plano Família, qual modelo está sendo escolhido pelas entidades e quais as tendências. Ainda é disponibilizado, por meio de um QR Code, um acesso a uma planilha eletrônica que possibilita que o usuário/leitor faça uma simulação de um estudo de viabilidade do Plano Família em sua entidade. “Mais uma vez, o plano só será viável se conseguir pelo menos custear as despesas administrativas, e para isso é preciso ver quantos participantes são necessários entrar o plano, qual é a contribuição média e o patamar de despesa que se deve ter. Assim, a entidade pode ter uma noção de viabilidade administrativa do Plano Família”, complementa João Marcelo.

Aprovação do Plano Família junto à Previc – Uma vez decidido pela criação do modelo e verificada a viabilidade, o plano será submetido à Previc. “Colocamos o processo que deve ser observado pela entidade no licenciamento deste plano junto à Previc no Guia, discorrendo sobre toda a interação até que a autarquia autorize o plano. Uma vez aprovado, é preciso fazer a implantação, e a entidade também deve se preparar sob ponto de vista operacional, em relação a pessoal e estrutura para administrar o novo plano”, diz João Marcelo.

Implantação do Plano Família – Ele alerta que geralmente o Plano Família é diferente dos planos que a entidade está habituada a administrar, por terem uma dinâmica distinta dos planos patrocinados. “No plano patrocinado, a maioria dos participantes fazem a contribuição por débito em folha, e no Plano Família, o pagamento é via boleto ou débito em conta, ou outra forma que a entidade venha a implementar. Por isso, abordamos no terceiro capítulo os principais desafios na implantação do plano, fazendo referência à pesquisa da Abrapp realizada com entidades que já criaram ou estão criando seus Planos Família”.

Manutenção do Plano Família – O último capítulo fala da manutenção do plano, que passa por uma contínua avaliação das metas de adesão e contribuições e despesas que foram colocadas para que se possa assegurar que o plano, de fato, será viável do ponto de vista administrativo. “A legislação estabelece um prazo de 5 anos a partir da operação do plano para que haja esse equilíbrio entre receitas e despesas, podendo, assim, andar sozinho e financiando sua própria operação”, diz João Marcelo.

Um cronograma deste processo é incluído no Guia, estimando que desde a primeira ideia de criar o plano até a sua efetiva implantação há um horizonte de 18 meses. “Assim, colocamos todas as fases que permeiam o processo de implantação do plano. Com isso, conseguimos dar à entidade uma ideia de prazo, tempo e esforço para ela criar seu Plano Família”, pontua o consultor.

As entidades interessadas em receber o Guia Rápido de Implantação de Planos Família devem solicitá-lo por meio do abrappatende@abrapp.org.br 

Plano família CentrusPrev+ alcança R$ 1 milhão em patrimônio

Plano família CentrusPrev+ alcança R$ 1 milhão em patrimônio

O CentrusPrev+, plano família da Centrus, alcançou R$ 1 milhão em patrimônio com 118 participantes. O plano foi lançado pela entidade no dia 10 de setembro por meio de uma live transmitida pelo canal da Centrus no YouTube com participação de Altamir Lopes, Diretor-Presidente da entidade, e Débora Lugoch, Coordenadora do Setor de Cadastro e Planos de Benefícios. “O CentrusPrev+ é um plano moderno, flexível, que permitirá estender aos familiares de participantes e assistidos dos planos da Centrus, e aos familiares dos aposentados vinculados às associações parceiras, a possibilidade de contar com a qualidade e solidez da fundação para a gestão de seus recursos no longo prazo”, diz Altamir em entrevista ao Blog Abrapp em Foco.

Segundo ele, essa é uma demanda antiga dos participantes da entidade, que administra a previdência complementar dos servidores do Banco Central há 40 anos, já tendo conquistado a confiança de seus participantes e assistidos, e expertise na gestão de poupança de longo prazo. “Exemplo disso é que todos os benefícios têm sido pagos nas datas aprazadas e nossos planos de benefício definido têm distribuído sucessivos superávits. Com base nessa experiência, a Centrus ampliará seu escopo de atuação e possibilitará que familiares também possam contar com a fundação para a gestão de sua poupança de longo prazo”, complementa Altamir.

O plano foi viabilizado por meio de associações de aposentados do Banco Central, entre elas a Associação Mineira de Antigos Servidores do Banco Central (Amasb); a Associação Recifense dos Antigos Funcionários do Banco Central (Arfab); a Associação dos Antigos Funcionários do Banco Central do Brasil (AAFBC); a Associação Brasiliense de Aposentados do Banco Central (Abace); além da própria Centurs como instituidora. Segundo Débora Lugoch (foto ao lado), o objetivo da criação do CentrusPrev+ foi ampliar o alcance da Centrus. “Começamos o planejamento em fevereiro do ano passado, com estudos a partir de um grupo técnico que fez um benchmark com vária entidades para buscar o que tinha de melhor no segmento, aprender com boas ideias e também com os erros”, diz em entrevista ao Blog Abrapp em Foco.

Com base nisso, a Centrus formatou o regulamento do plano, submetendo-o às instâncias de aprovação, e no final do ano passado o CentrusPrev+ foi aprovado. “Em janeiro, a gente iniciou firmando as parcerias com as associações e fazendo a contratação de um sistema adequado para dar capacidade tecnológica a esse plano”, explica Débora. Segundo ela, o uso de tecnologia nesse plano será primordial para que os processos sejam rápidos, fáceis e totalmente online. “Nesse movimento, desenhamos nosso portal de inscrições, que foi customizado com a cara da Centrus, com inteligência artificial, sendo que o participante digita o CPF e a gente já reconhece quem pode entrar ou não. Isso traz celeridade aos nossos processos de adesão”, comenta.

Débora destaca ainda que o objetivo da Centrus em fazer parcerias com as associações de aposentados do Banco Central foi justamente o fortalecimento dessas associações. “Inclusive, temos vários servidores que não fazem parte desse conjunto de associações e seria possível fortalecê-las com novos associados, ampliando ainda mais alcance do plano”, diz.

Ritmo de adesões – Após 12 dias de lançamento, considerando contribuições voluntárias e portabilidade, o plano somava 73 adesões. A expectativa de um patrimônio R$ 800 mil no final do mês de setembro foi alcançada, e no dia 8 de outubro a entidade já contabiliza R$ 1 milhão em patrimônio e 118 participantes. “Temos um volume diário de adesão bem interessante. Percebemos um interesse muito grande, mesmo de forma flexível, em que o participante define o quanto ele quer contribuir e por quanto tempo. As pessoas que aderiram possuem os mais diversos perfis, entre jovens e crianças até pessoas com mais idade”, destaca Débora. “É um público que está preocupado em garantir previdência complementar para si e sua família”, complementa.

Débora diz que devido à alta demanda, a entidade está concentrando seus esforços para prestar esclarecimentos aos participantes, levando conhecimento e fazendo simulações orientadas. “As pessoa estão interessadas, buscando muito o plano para fazer esse movimento. É um momento muito propício para se falar em previdência complementar. Diante de todo cenário que vivemos da previdência social e Reforma da Previdência, esse tema é muito falado pelo setor e pelas mídias, e tivemos esse ponto positivo, pois há maior preocupação das pessoas na busca por um plano de previdência complementar, o que nos ajuda e fortalece em termos de divulgação”.

Agros promove fomento de planos de previdência e saúde com abertura para público universitário

Agros promove fomento de planos de previdência e saúde com abertura para público universitário

Com o objetivo de ampliar o público de participantes de seus planos de previdência e de saúde, o Agros está realizando uma série de ações norteadas pelo planejamento estratégico para conseguir novos patrocinadores e instituidores. Patrocinado desde sua fundação pela Universidade Federal de Viçosa (MG), a entidade fechada tem atualmente 2 planos de benefício definido (BD), um de contribuição definida (CD) e uma autogestão em saúde, com um total de 16 mil entre participantes e beneficiários.

“Estamos atuando em duas frentes de crescimento, da previdência com novos instituidores, e da saúde, em negociação com outras universidades federais de nossa região”, explica Nairam Félix de Barros, Diretor Geral do Agros. Ele comenta que o planejamento da entidade prevê ações para atrair novos patrocinadores do plano de autogestão em saúde e ampliar o número de beneficiários.

O alvo principal é formado pelas Universidades de Lavras, São João del Rey, Ouro Preto de Juiz de Fora. “Os professores e funcionários das universidades federais já contam com um auxílio do governo para custear planos de saúde, que eles costumam contratar no mercado. Acreditamos que nosso plano é uma opção de melhor qualidade e menor custo”, diz Nairam.

O Agros mantém um plano de autogestão que existe desde antes das Leis 108 e 109/2001 que vedou a abertura de novos planos, mas permitiu a manutenção dos já existentes na época. As vantagens de se alcançar o crescimento de novos participantes é a redução dos custos per capita e a renovação da massa atendida. “Permitirá maior sustentabilidade para nosso plano, que tem um serviço de alta qualidade, muito bem avaliado pela ANS”, comenta o Diretor Geral.

Previdência para jovens – As ações para fomento dos planos de previdência do Agros apontam para o público universitário. O público mais imediato que está sendo trabalhado há dois anos é dos ex-alunos da UFV. “Temos 2,5 mil formandos todos os anos. Se considerarmos os últimos 10 anos, formam um público potencial de 25 mil pessoas”, diz Nairam.

Outra ação da entidade é a abertura do plano para os atuais alunos da universidade. Isso foi possível com a alteração do regulamento do plano CD, que também foi aberto para os familiares dos atuais participantes. O Agros promoveu a adesão dos seguintes instituidores para ampliar o raio de atuação: UFV Cred (Cooperativa de Crédito), Associação de ex-alunos, Monetária – Associação de Estudantes. “Como bem diz a campanha da Abrapp, ‘Previdência é coisa de Jovem’. Queremos que os estudantes comecem desde cedo a criar consciência previdenciária”, comenta o dirigente.

Vendas – Nairam explica que a entidade começou uma ação de vendas e marketing desde o final do ano passado, que previa uma série de atividades de educação financeira e previdenciária. O cronograma de ações foi prejudicado pela pandemia, mas há previsão para retomada em breve.

Outra ação importante do Agros é o fortalecimento da capacitação do quadro de colaboradores e dirigentes. Para isso, está realizando um programa piloto de formação e qualificação de potenciais dirigentes, que tem como objetivo de estimular a capacitação dos participantes que têm interesse em atuar como conselheiros ou diretores da entidade. A iniciativa é realizada em parceria com a UFV.

“Apesar de estarmos dentro do campus, percebemos que poucos têm conhecimento de nosso trabalho e nossos planos. O programa de capacitação, que é aberto para os colaboradores da universidade, é uma maneira de alcançar maior visibilidade”, diz Nairam. Ele explica que se trata de um programa de formação básica com a participação de consultores de previdência, investimentos e saúde.

Ex-Diretor da Abrapp, Nairam explica que os colaboradores do Agros participam constantemente das capacitações e treinamentos da UniAbrapp. Aliás, cabe lembrar que ele foi o primeiro Diretor Acadêmico da UniAbrapp. Os colaboradores do Agros sempre vão a Belo Horizonte para participar dos cursos da UniAbrapp e agora continuam a capacitação no formato online.

Valueprev lança Plano Família +Valor em webinar

A Valuprev realizará, na próxima segunda-feira (28), às 11 horas, o lançamento do Plano + Valor, plano família constituído através do Fundo Setorial Abrapp.

O lançamento será feito em webinar com participação do Coordenador Previdenciário da entidade, Marcos Nogueira.

“A expectativa é grande entre os participantes que demonstram bastante interesse no plano. Temos grande potencial de receber portabilidades. Estimamos que em 3 anos atingiremos o breakeven”, afirma João Carlos Ferreira, Diretor e AETQ da entidade.

Os participantes do webinar terão acesso a informações sobre como inscrever-se no plano, fazer a portabilidade e indicar familiares.

Newsletter Abrapp em Foco

Cadastre-se e fique por dentro de tudo que acontece no Grupo Abrapp e em sintonia com os fatos mais relevantes do setor.