Escolha uma Página

Giro das Associadas: Forluz, Sebrae Previdência e Funpresp-Jud

Forluz conquista certificação do GPTW – A Forluz foi reconhecida pela GPTW (Great Place To Work) como um excelente lugar para trabalhar. A certificação foi concedida depois que a fundação obteve um índice de 83% de favorabilidade do clima interno na pesquisa aplicada pela empresa. O Presidente da entidade, Gilberto Gomes Lacerda explica que a GPTW é uma instituição de referência, não só no Brasil, mas no mundo. “É uma certificação de muita credibilidade, que possui metodologia rigorosa e validada. Era preciso alcançarmos um índice de pelo menos 70%, e superamos este número em 13 pontos percentuais”, diz.

Segundo ele, a conquista deve a uma atuação para a melhoria da comunicação interna, incluindo um programa robusto de treinamento para o time, disseminação da cultura do feedback, entre outras ações. “Evoluímos em diversas frentes que se conectam à melhoria do clima. Além disso, a gestão de pessoas é um dos pilares do planejamento estratégico”, pontua.

Gilberto ressalta ainda o esforço para manter os empregados seguros e engajados durante a pandemia de COVID-19. A tendo em vista que a Forluz está funcionando em regime de teletrabalho desde março. “Mesmo distantes, seguimos mais próximos do que nunca. Nosso objetivo é fortalecer o que já temos de positivo e construir soluções para pontos de melhoria”.

O diretor de Seguridade e Gestão, Nelson Benício Marques Araújo, cita também alguns avanços que foram feitos no último ano e contribuíram para a certificação da entidade. “Conseguimos transformar o ambiente e, o mais importante, as pessoas sentiram esta mudança. Estamos promovendo um trabalho intenso de formação dos líderes, abrimos espaço para o diálogo individual do RH com a equipe, fizemos reuniões periódicas da Diretoria com toda a empresa, estipulamos uma rotina para o alinhamento de expectativas entre gestores e empregados, trouxemos novos integrantes para o time e retomamos o planejamento estratégico com o envolvimento de todos. Paralelamente, monitoramos a saúde do nosso quadro corporativo ao longo da pandemia, auxiliando na adaptação ao home office”.

 

Sebrae Previdência ultrapassa R$ 945 milhões em patrimônio – O patrimônio administrado pela Sebrae Previdência ultrapassou a marca de R$ 945 milhões, segundo dados do último acompanhamento semanal dos investimentos. No ano, o Plano Valor Previdência apresentou crescimento patrimonial de 46%, totalizando R$ 22 milhões.

O crescimento patrimonial foi suportado pelas contribuições aos planos, que continuam em crescimento, e também pela performance dos investimentos. Nos últimos 12 meses, os perfis de investimentos Arrojado, Moderado e o recente Plano Valor Previdência superaram indicadores de mercado. O Perfil Arrojado está acima de 200% CDI e os Perfis Moderado e Valor Previdência acima de 160% do CDI nos últimos 12 meses.

Segundo a entidade, o desempenho reflete uma estratégia de diversificação da carteira, além de ações pontuais na gestão de investimentos que utilizou de instrumentos financeiros disponíveis no mercado para mitigar os efeitos da queda de preços dos ativos durante a pandemia.

 

Contribuições facultativas à Funpresp-Jud podem ser pagas via Pix – As contribuições facultativas ao plano da Funpresp-Jud podem ser pagas pelo Pix, novo meio de pagamento criado pelo Banco Central (BC). A chave é o CNPJ da Fundação e o pagamento precisa ser feito pela conta que o participante for titular, para possibilitar a identificação.

Os participantes podem também realizar DOC/TED ou transferência bancária para a Funpresp-Jud. As contribuições facultativas esporádicas podem ser feitas em valores a partir de 2,5% da respectiva remuneração de participação. “A realização de contribuições facultativas faz diferença na formação de uma maior reserva individual e, para ajudar a visualizar o incremento do benefício futuro, é possível fazer simulações no Portal Participante. Além disso, as contribuições facultativas são livres de taxa de carregamento, de forma que os valores vão integralmente para a reserva individual do participante”, diz a fundação.

Giro das Associadas: Prevcom, Petros e Fusan

Diversificação e renda fixa impulsionam resultados da Prevcom – Os planos da Fundação de Previdência Complementar do Estado de São Paulo (Prevcom) fecharam o mês de outubro com rentabilidade de 0,51%, retomando a sequência de cinco resultados positivos interrompida pelo comportamento atípico de setembro, período em que registraram recuo de -0,39%. Apesar da instabilidade das bolsas de valores no Brasil e no exterior, a recuperação mensal foi puxada pela diversificação e a volta à normalidade dos fundos de renda fixa.

No ano, a carteira da Prevcom rendeu 4,40%. O objetivo da entidade ficou em 5,95% de acordo com o consolidado de janeiro a outubro e, com a sustentação dos ganhos, tende a ser alcançado até o final do ano. “Avaliamos que o pior já passou e os mercados seguem funcionando normalmente, sem o risco de rupturas como ocorreu em grandes crises anteriores” afirma Carlos Henrique Flory, presidente da entidade.

A entidade também participa da 7ª Semana Nacional de Educação Financeira – Semana ENEF com palestra do educador Alessandro Torres aos servidores públicos estaduais sobre a melhor estratégia para conquistar uma aposentadoria sustentável. O evento virtual ocorrerá no dia 25 de novembro, às 14h30, e será aberto a todos os funcionários.

Auditoria Interna da Petros passa por reestruturação – A Auditoria Interna da Petros passou por uma reestruturação para conferir maior profissionalização à equipe, aprimoramento dos processos e foco em resultados, sem onerar em custo. A entidade afirma ainda que houve redução de despesas administrativas, em linha com a cultura de austeridade de gastos adotada na Petros.

Como parte da reestruturação, foi criada na estrutura organizacional uma nova área, a célula de auditoria interna, para dar suporte às ações de nível operacional e tático da gerência executiva. Paralelamente, foram contratados profissionais no mercado com expertises associadas à atividade-fim da Petros. Além disso, está sendo implementada nova metodologia, baseada em uma abordagem de auditoria orientada a riscos, a partir de um sistema integrado de gerenciamento de riscos e controles internos.

Foram elaborados, ainda, novos normativos para aprimoramento da governança da atividade, que passou a contar com uma Política de Auditoria Interna, alinhada às melhores práticas do mercado e de acordo com as normas internacionais emanadas pelo IIA. A nova política estabelece os princípios a serem seguidos pela área, apoiados no Código de Ética da Auditoria Interna, também aprovado recentemente.

A meta é obter a certificação internacional emitida pelo Instituto dos Auditores Internos (IIA), a Quality Assessment, que representa o cumprimento de todos os requisitos exigidos pela entidade. “Poucas empresas no Brasil possuem essa certificação. É um projeto robusto, de longo prazo. Estamos nos preparando para a certificação até julho de 2022”, destaca o gerente executivo de Auditoria Interna da Petros, Thiago Di Ciesco, que assumiu a área em junho deste ano e possui mais de 20 anos de experiência em auditoria interna e externa, gestão de riscos e compliance.

 

Plano da Fusan alcança R$ 2 milhões em patrimônio – O mais recente plano da Fusan, Viva Mais Previdência, acaba de alcançar R$ 2 milhões em patrimônio. Lançado em janeiro, o plano que já conta com 620 participantes. O objetivo é alcançar os empregados da patrocinadora e seus familiares quanto à educação financeira e previdenciária com um plano flexível.

A entidade também lançou uma pesquisa de satisfação aos seus participantes para contribuir com melhorias da entidade.

Giro das Associadas: Valia, Fundação Copel, Funpresp-Jud e PRhosper

Valia participa da Semana ENEF – Pelo quarto ano consecutivo, a Valia participará da Semana Nacional de Educação Financeira – Semana ENEF, iniciativa que visa promover a educação financeira, securitária, previdenciária e fiscal no Brasil por meio de ações gratuitas realizadas por entidades públicas e privadas relacionadas ao tema. A Semana ENEF será realizada de 23 a 29 novembro e terá como tema: “Resiliência financeira: como atravessar a crise?”.

A Valia oferecerá um conteúdo diferente para cada dia do evento e tem como destaques quatro videoaulas com especialista em bem-estar, longevidade e prosperidade, e três lives sobre “Saúde financeira na pandemia”, “Uma jornada pelos investimentos” e “Como usufruir ao máximo do Benefício Fiscal de Imposto de Renda com a sua providência”. Todas as atividades serão exibidas nas redes sociais da Valia.

“Nosso propósito é ajudar as pessoas na construção de um futuro mais digno e sustentável e a educação financeira é um dos pilares principais para se alcançar esse objetivo. Temos muito orgulho de participar de um evento tão importante, de abrangência nacional, e sabemos da nossa responsabilidade em fomentar e democratizar a educação financeira”, destaca Elisabete Teixeira, Diretora de Seguridade da Valia.

Fundação Copel empossa membros Conselho Deliberativo – No dia 13 de novembro, foram empossados os novos conselheiros Marcos Antonio Brenny, Nivia Mara Lubas e Lindolfo Zimmer no Conselho Deliberativo da Fundação Copel. Estavam presente na cerimônia a Diretoria Executiva, o Presidente do Conselho Deliberativo, Hemerson Luiz Barbosa Pedroso, e os atuais conselheiros Luis Gustavo Socher e Cassio Vargas Pinto, bem como os ex-conselheiros Américo Antonio Gaion, Carlos Eduardo Felski e Roberto Pontedura.

Os ex-conselheiros falaram sobre os desafios da nova gestão e sobre as conquistas do ano. Já os empossados comentaram sobre as expectativas para os próximos anos.

Evento da Funpresp-Jud debate reformas administrativa e previdenciária – O Café com Representantes da Funpresp-Jud realizado online no dia 13 de novembro abordou o tema “Consequências das Reformas Administrativa e Previdenciária”. O objetivo do encontro foi destacar importantes pontos que impactam a vida do servidor e de seus familiares. Edmilson Enedino das Chagas, Diretor de Seguridade, fez a apresentação, mediada por Paolla Dantas, Gerente de Comunicação e Marketing.

Edmilson fez um histórico sobre o serviço público antes da Lei 8.112/1990 e destacou importantes aspectos do projeto de reforma administrativa, dentre eles, a substituição das funções públicas por vínculos precários; a extinção da reserva de cargos em comissão para os servidores de carreira; os critérios mínimos de acesso e exoneração por ato do chefe de cada Poder; a regra da vedação de acumulação para cargos típicos; e as novas regras para criação e extinção de cargos, dentre outras propostas.

Sobre a Reforma da Previdência, Edmilson destacou o objetivo de alcançar o equilíbrio financeiro e atuarial para o sistema e lembrou que até 1993, os servidores não pagavam previdência, de forma que o sistema já nasceu deficitário. “Com o envelhecimento da população e as novas regras da previdência é preciso estar atento à ameaça. A reforma da previdência já causa impactos e, muitas vezes, o servidor só percebe quando algo ocorre com ele ou com alguém ao redor”, disse. Edmilson destacou a importância de não abrir mão de alternativas como a previdência complementar oferecida pela Funpresp-Jud e a Cobertura Adicional de Risco de Morte e/ou Invalidez (CAR).

O Diretor-Presidente da Funpresp-Jud, Amarildo Vieira de Oliveira, fez o encerramento do evento destacando a importância de se conversar com pessoas de todo o país sobre temas de interesse do servidor, da sua proteção e da proteção de sua família. Para ele, a reforma previdenciária impacta até o servidor do regime anterior, com direito à paridade, e as informações repassadas no evento tiveram como objetivo sensibilizar para os novos desafios. De acordo com Amarildo, aqueles que migraram para o Regime de Previdência Complementar e não aderiram à Funpresp-Jud, bem como aqueles que tiveram adesão automática e pediram cancelamento ainda podem rever as suas decisões e considerar a previdência complementar fechada e a CAR como oportunidades de proteção diante das mudanças das regras.

Estiveram presentes na live representantes do TJDFT, TST, TRT-1, TRT- 4, TRT-7, TRT-14, TRT-18, TRT-21, MPT, PRT-16, PR-PI e PR-SE, além de alguns Conselheiros da Funpresp-Jud.

 

Arthur Pires assume a Diretoria de Seguridade e Operações da PRhosper – Arthur Pires assumiu a Diretoria de Seguridade e Operações da PRhosper Previdência Rhodia. Graduado em Ciências Atuariais pela PUC-SP e com MBA Executivo pelo Insper, Arthur Pires possui 17 anos de experiência em previdência complementar, com certificação pelo ICSS e pela Anbima (CPA-20).

Ao longo de sua carreira profissional, atuou em fundos de pensão de empresas como Nestlé/Funepp e Itaú-Unibanco, além de consultoria de previdência e benefícios na KPMG e Mercer. Na PRhosper Previdência Rhodia, iniciou sua trajetória em 2018, como Coordenador de Operações. No dia 20 de outubro de 2020, o Conselho Deliberativo aprovou sua nomeação para Diretor de Seguridade e Operações da entidade.

Giro das Associadas: Infraprev, Serpros e Celos

Infraprev empossa nova Diretora de Administração e Finanças – O Infraprev concluiu o processo seletivo realizado para selecionar no mercado sua Diretora de Administração e Finanças. Daniela Melo assumiu o cargo no dia 29 de Outubro. Até então, a Diretoria vinha sendo acumulada pela Diretora Superintendente da entidade, Juliana Koehler.

Realizado por uma consultoria especializada em recursos humanos, o processo de seleção teve início em julho e seguiu a Política de Sucessão Interna em vigor desde 2017. Graduada em economia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Daniela Melo tem também MBA Executivo em Finanças pelo Ibmec. A diretora acumula 23 anos de experiência nas áreas financeira e de investimentos em fundos de pensão de grandes empresas multinacionais (como a Vale, IBM e Grupo Enel), incluindo a atuação como Administrador Estatutário Tecnicamente Qualificado (AETQ). Ela é membro da Comissão Técnica Regional de Investimentos da Abrapp e certificada pela Anbima (CPA-20). Seu mandato seguirá até 17 de julho de 2023.

Com a chegada de Daniela, a Diretoria do Infraprev volta a ser composta somente por mulheres, como na gestão anterior. Ao lado de Juliana e Daniela, Ana Lúcia Esteves comanda a Diretoria de Benefícios.

 

Serpros realiza série de lives sobre aposentadoria – “Vou aderir ao PDV. E agora?” é o nome da série de lives que a equipe do Serpros preparou aos participantes que aderiram ao Plano de Desligamento Voluntário (PDV), oferecido pelo Serpro em 2020, e planejam se aposentar em breve. Os primeiros vídeos estão disponíveis no site e no canal no YouTube do entidade.

Os eventos virtuais aconteceram nos dias 3, 4 e 5 de novembro e reuniram centenas de participantes, que enviaram suas dúvidas pelo chat para serem respondidas ao vivo pelo Gerente de Benefícios e Atuarial, Orlando Orofino. As perguntas que não foram respondidas ao vivo permanecem em análise com os nossos consultores para serem respondidas por e-mail.

 

Celos lança consulta para versão 15 do regulamento do Plano Misto – A Fundação Celesc de Seguridade Social (Celos) está promovendo consulta para aprovação da Alteração do Regulamento do Plano Misto de Benefícios Previdenciários – Versão 15. O material foi elaborado a partir de demandas advindas dos próprios participantes e do Conselho Deliberativo, com ajustes para melhor compreensão textual, além de ajustes operacionais.

Os Participantes podem acessar o material no site da Celos e fazer observações e sugestões até 11 de dezembro. Dentre os destaques do novo regulamento está a inclusão da possibilidade de inscrições no Plano por meio eletrônico, assim como a previsão de exclusão dos participantes que estiverem inadimplentes por 3 meses consecutivos com as suas contribuições previdenciárias, alterando o texto que previa somente as contribuições normais.

Outra novidade é a possibilidade de antecipação provisória da pensão por morte, em valor equivalente a 50% do benefício definitivo por um período de, no máximo, 3 meses. As regras estão detalhadas no documento. O regulamento prevê também que o assistido, desde que inscrito na Versão 14, realize contribuição voluntária, de caráter mensal e/ou esporádica, não obrigatória, destinada exclusivamente a sua CIAP (Conta Individual de Aposentadoria). O propósito é estimular a poupança previdenciária, permitindo o depósito de recursos advindos de programas de desligamento voluntário das patrocinadoras, mesmo após a opção pela aposentadoria.

Giro das Associadas: Capef, BB Previdência e Serpros

Capef implementa concessão de benefícios digital – A Capef lançou em novembro o processo de concessão de benefícios 100% digital, desde a solicitação até o deferimento do pedido. Ao chegar o momento do participante requerer o seu benefício de aposentadoria, pensão ou pecúlio, não será mais necessário o envio de documentos físicos para a Capef. No novo processo, os documentos deverão ser enviados apenas por meio digital.

O novo modelo de concessão digital visa trazer mais praticidade e agilidade no fluxo entre solicitação e concessão; reduzir custos com impressão e maior sustentabilidade ambiental; gerar processo com sistemas integrados com o site, possibilitando envio de comunicados automáticos sobre o andamento do processo para os participantes; tratar com igualdade o atendimento dos participantes de todas as regiões do país; e proporcionar menos riscos para a saúde do participante, que poderá fazer todo o processo de casa.

“Com a pandemia que assolou o mundo, essa pauta ganhou muito mais relevância e prioridade. Com todas as limitações impostas pelo isolamento social, tanto as pessoas quanto as empresas buscaram adotar soluções que facilitam o dia a dia de todos. E é exatamente isso que estamos buscando na Capef: facilitar cada vez mais o dia a dia daqueles que são a nossa razão de existir, os nossos participantes. Assim, podemos garantir que continuaremos trabalhando para trazer soluções inovadoras para o segmento previdenciário”, explicou Fran Bezerra, Diretor de Previdência da Capef.

 

BB Previdência discute novas oportunidades de negócios para aposentados – A BB Previdência organizou o evento Empreendedorismo na Longevidade, que será realizado nesta sexta-feira, 13 de novembro, às 9h30, de forma online e gratuita. O objetivo é iniciar uma conversa com os aposentados e pensionistas sobre empreendedorismo e gerar neles a motivação para continuarem ativos. O bate-papo será aberto a todas as pessoas, independentemente da idade, que se interessarem pelo tema.

Com mediação da Superintendente de Operações e Relacionamento com Clientes, Ana Cristina de Vasconcelos, as discussões serão guiadas pela administradora Arlete Nese e pelo economista Fabio Giambiagi, ambos fundadores da Longevità Previdência. “Este será um momento especial para o nosso público. Muitos descobrirão que esta fase da vida pode ser excelente para investir em um novo negócio. Com esse pontapé inicial, esperamos motivar nossos aposentados e pensionistas e proporcionar a eles mais qualidade de vida”, afirmou a Superintendente.

 

Serpros segue a legislação da Previc para desenvolver plano – A Diretoria do Serpros esclarece aos seus participantes que o Plano Instituído está sendo elaborado observando rigidamente a legislação da Previc. Considerando que a Associação dos Participantes e Assistidos do Serpros (Aspas) questionou as ações adotadas pelo Serpros, a entidade transcreveu a íntegra da resposta enviada àquela Associação, por meio do OF DP 093/2020, de 10/11/2020. Leia aqui.

Newsletter Abrapp em Foco

Cadastre-se e fique por dentro de tudo que acontece no Grupo Abrapp e em sintonia com os fatos mais relevantes do setor.