Escolha uma Página
MyNews: Entidades fechadas estão cada vez mais abertas para a população, afirma Devanir Silva

MyNews: Entidades fechadas estão cada vez mais abertas para a população, afirma Devanir Silva

O Superintendente Geral da Abrapp, Devanir Silva, foi o entrevistado desta quarta-feira (16) no quadro “Previdência para Todos” no canal MyNews do Youtube.

O quadro é fruto da parceria entre a Abrapp e o canal de jornalismo e integra o programa Almoço de Quarentena, comandado pelas jornalistas Mara Luquet e Myrian Clark. Clique neste link para assistir.

Ao longo do programa, Devanir Silva destacou que as mudanças no mercado de trabalho e seu impacto sobre a previdência social abrem muitas oportunidades.

“A Previdência Social é a coisa mais engenhosa que a humanidade descobriu, pois todos precisarão dela um dia”, destacou Devanir Silva, ao citar o professor Celso Barroso Leite.

Devanir observou que mesmo com as mudanças no mercado de trabalho, que deverá ser cada vez mais centrado no indivíduo, a previdência continuará sendo uma necessidade básica.

“A previdência privada não deve substituir, mas complementar o Estado. É nesse sentido que devemos trabalhar”, destacou o Superintendente da Abrapp. Ele ressaltou que a Reforma da Previdência realizada em 2019 acertou em alguns pontos, mas foi paramétrica, o que trará a necessidade de uma nova revisão daqui a 5 ou 8 anos.

Brasil envelhece rapidamente – Devanir chamou atenção para o fato de que a população do País está envelhecendo em ritmo acelerado. Segundo dados do IBGE, divulgados em 2018, o número de pessoas com mais de 65 anos é de, aproximadamente, 1 a cada 10 brasileiros. Para 2060, a projeção é que 1 a cada 4 brasileiros estará nessa faixa etária.

O Brasil, assim como outras nações que realizaram reformas, deve buscar uma previdência estruturalmente organizada. Devanir explicou que trata-se de diminuir as transferências dos encargos entre gerações. É estabelecer condições para que as próximas gerações – em linha com o perfil do novo trabalhador – possam constituir seu patrimônio previdenciário, com a continuidade do Estado atuando na outra ponta.

Contudo, para que essa poupança aconteça é necessário que o Estado ofereça incentivos para as pessoas optarem por tirar uma parte do dinheiro do consumo para aplicar em um plano de previdência com horizonte de 30 anos.

Educação previdenciária é fundamental – A jornalista Mara Luquet observou o caso do Chile, que na visão de especialistas e autoridades, um dos grandes erros que culminaram nas falhas da sua reforma da previdência foi a falta de educação previdenciária para a população. Devanir Silva, profundo conhecedor do tema, acrescentou que outro erro nesse processo foi a retirada do Estado de bem-estar social da equação.

“Entendo que a estrutura da previdência deve ter um tripé: o papel do Estado, os planos coletivos e planos individuais. No Chile só ficaram os planos individuais”, observou Devanir. “A ideia, numa economia liberal, é que esse indivíduo teria condições, em um mercado organizado, de fazer a escolha das melhores opções. Mas os indivíduos não estavam preparados para fazer aquela escolha; foram induzidos”, acrescentou o Superintendente.

Como resultado da cultura previdenciária incipiente, os trabalhadores não conseguiram formar poupança apenas com suas contribuições e, 35 anos depois, o benefício médio de previdência no Chile é de 60% de um salário mínimo.

Devanir Silva destacou que o modelo de formação de poupança com participação da contribuição do indivíduo não deve ser demonizado, mas precisa ser bem estruturado, e esclarecer para a população informações fundamentais para que façam boas escolhas.

No sentido de disseminar a educação previdenciária para a população, a Abrapp tem trabalhado muito, tendo como exemplo as iniciativas da UniAbrapp e a parceria com o CIEE para incentivar a formação dessa cultura entre os jovens.

“Não podemos transferir esses encargos só para o Estado, o indivíduo precisa fazer algum esforço. Mas para isso ele precisa saber escolher, entender o que é uma taxa de administração, saber como e onde o dinheiro está sendo aplicado”, destacou Devanir.

O Superintendente ressaltou que também é importante a existência de mecanismos, a exemplo da Inglaterra, como a adesão automática aos planos, dado que no momento da decisão sobre entrar ou não em um plano nem sempre o jovem trabalhador está preparado ou devidamente informado sobre o benefício que alcançará no futuro.

Competição e abertura para novos participantes – Durante o bate-papo, a jornalista Mara Luquet ressaltou que a ampliação do alcance das entidades fechadas para novos públicos, para além dos participantes das empresas patrocinadoras dos planos, contribui para uma competição saudável no mercado e a redução das taxas de administração. Com isso, quem ganha é o consumidor, que tem mais opções à sua escolha.

“É uma concorrência muito bem-vinda porque traz alternativas e isso ajuda a pressionar as taxas. Alguns cálculos mostram que a diferença das taxas são muito grandes porque as entidades fechadas não buscam lucro, então distribuem isso para os participantes. E essa economia pode gerar uma diferença de até 20% no patrimônio final acumulado, um dado muito importante para investimentos de médio e longo prazo”.

Devanir Silva ressaltou que as entidades fechadas estão dando sua colaboração. “Costumo dizer que os fundos fechados nunca estiveram tão abertos; abertos a trazer essa população. Os planos família estão aí e estamos trabalhando em um projeto muito bacana, o “instituidor corporativo”, que é uma outra família de produtos. E isso para o mercado é muito bom. Vamos trazer concorrência, clareza, transparência e boa governança. As entidades fechadas estão abertas e ocuparão cada vez mais um espaço muito importante em nosso País, não tenha dúvida”.

O programa também destacou que previdência não é só para aposentadoria, e que existe vida ao final do ciclo laborativo. A edição também revelou uma curiosidade sobre o Superintendente Geral da Abrapp: o hobby de cavalgar com mulas. “A gente não se aposenta da vida, mas do trabalho”, completou Devanir, destacando a importância da formação de reserva para o futuro para que se possa ter uma vida pós-laborativa produtiva e prazerosa.

Clique aqui para assistir ao quadro Previdência para Todos (a partir do minuto 39:35).

Superintendente Geral da Abrapp Devanir Silva será o próximo entrevistado do MyNews

Superintendente Geral da Abrapp Devanir Silva será o próximo entrevistado do MyNews

Nesta quarta-feira, 16 de dezembro, será realizado o último programa da série “Previdência para Todos” deste ano no Almoço do MyNews. O entrevistado desta semana será o Superintendente Geral da Abrapp, Devanir Silva, que abordará o tema “O futuro da previdência e o impacto da reforma na vida dos brasileiros”. O programa, comandado pelas jornalistas Mara Luquet e Myrian Clark, será transmitido a partir do meio-dia pelo canal do MyNews no Youtube.

O quadro “Previdência para Todos” é fruto da parceria entre Abrapp e MyNews. A iniciativa tem por objetivo difundir o conhecimento sobre a previdência complementar fechada para o grande público. O projeto estreou em agosto e transmitiu desde então, semanalmente, entrevistas com especialistas da área de previdência, sempre às quartas-feiras, a partir do meio-dia.

MyNews: “Pessoal, olha, é importante ser previdente desde agora”, diz Cristiano Verardo

MyNews: “Pessoal, olha, é importante ser previdente desde agora”, diz Cristiano Verardo

Com uma linguagem dinâmica e divertida, o Especialista da UniAbrapp Cristiano Verardo falou sobre o programa “Previdência é Coisa de Jovem” em entrevista no canal de YouTube MyNews para as jornalistas Mara Luquet e Myrian Clark. A transmissão foi realizada ao vivo nesta quarta-feira, 2 de dezembro, no quadro “Previdência para Todos” do programa Almoço do MyNews.

Logo no início da entrevista, Cristiano Verardo, que também é Diretor da Vexty, respondeu à pergunta do estudante de administração de empresas da PUC Giovani Ortega que questionou se previdência é um tema apenas para “velhos”. Ele disse que previdência é um assunto geralmente relacionado aos mais idosos, mas que também deve ser uma preocupação dos jovens. “Pessoal, olha, é importante ser previdente desde agora”, disse Cristiano.

Mara Luquet disse que é muito limitado pensar que previdência é algo restrito à aposentadoria. “Previdência não serve apenas para a aposentadoria. Não é só isso. Ser previdente significa liberdade, permite que se chegue aos 40 anos de idade e tire um ano sabático, por exemplo”, disse a jornalista.

Cristiano procurou transmitir uma ideia mais ampla de previdência, incluindo também a realização de seguro de vida, investimentos, carreira e, claro, planos de previdência. O Especialista disse que o mais importante é buscar informações, pesquisar em livros e na internet e recomendou alguns nomes de influenciadores digitais – como Marcos Silvestre, Economista Sincero, Favelado Investidor, entre outros.

Manipuláveis – O Especialista da UniAbrapp falou também da questão do consumo e da manipulação da propaganda. “Temos de bater um papo mais maduro com a propaganda. Eles estão vencendo. Não deixe seu dinheiro ir para o ralo”, comentou. E mostrou um slide que diz: “Bad News: vocês são seres fácil e altamente manipuláveis”.

Cristiano abordou ainda as vantagens de se investir em um plano de previdência e recomendou aos internautas que pesquise sobre as questões tributárias dos planos. Recomendou que para os jovens é importante tirar vantagem do longo prazo e, aproveitar para investir sempre, mesmo que com pequenos valores. E indicou ainda a importância de se contar com um especialista na hora de realizar os investimentos ou de participar de um plano previdenciário.

Mara Luquet falou que os planos instituídos e familiares das entidades fechadas têm a vantagem de oferecer custos de administração muito mais baixos se comparados com outros do mercado financeiro. E que a diferença de custo pode representar, no longo prazo, uma diferença de até 20% na formação das reservas.

Clique aqui para assistir a entrevista – a partir de 31’

Cristiano Verardo abordará Previdência é Coisa de Jovem no MyNews desta quarta-feira

Cristiano Verardo abordará Previdência é Coisa de Jovem no MyNews desta quarta-feira

O Diretor de Comunicação, Marketing e Relacionamento da Vexty será entrevistado no quadro Previdência para Todos do MyNews nesta quarta-feira, 2 de dezembro. Na ocasião, ele abordará o tema Previdência é Coisa de Jovem, contando ainda sobre a live de sucesso realizada durante o 41º Congresso Brasileiro de Previdência Privada (CBPP) no dia 17 de e novembro. A live contou com a presença de 2500 jovens estudantes de norte a sul do Brasil e teve mais de 1000 likes. Clique aqui para assistir a Live “Previdência é Coisa de Jovem” do 41º CBPP.

O programa é comandado pelas jornalistas Mara Luquet e Myrian Clark e será transmitido a partir do meio-dia, no canal MyNews no YouTube. O quadro “Previdência para Todos” é fruto da parceria entre Abrapp e MyNews. A iniciativa tem por objetivo difundir o conhecimento sobre a previdência complementar fechada para o grande público. É transmitido semanalmente, sempre às quartas-feiras, no programa Almoço de Quarentena.

Paulo Valle reforça importância da disseminação da educação previdenciária em entrevista ao MyNews

Paulo Valle reforça importância da disseminação da educação previdenciária em entrevista ao MyNews

Realizada anualmente desde 2014, a Semana Nacional de Educação Financeira – Semana ENEF já teve resultados expressivos no número de iniciativas do setor público e privado em prol da educação financeira e previdenciária. Há 7 anos, foram realizadas 170 ações na Semana ENEF, número que chegou a 15 mil em 2019. Os números foram apresentados por Paulo Valle, Subsecretário do Regime de Previdência Complementar, durante entrevista às jornalistas Mara Luquet e Myrian Clark no quadro Previdência Para Todos do MyNews nesta quarta-feira, 25 de novembro. Assista à entrevista completa aqui.

A Semana ENEF está em sua sétima edição esta semana, até o dia 29 de novembro, sendo uma iniciativa do Fórum Brasileiro de Educação Financeira (FBEF), que coordena as ações realizadas. “Vemos isso como um resultado muito bom para a sociedade melhorar seu conhecimento financeiro, securitário, fiscal e previdenciário”, disse Paulo Valle.

Ele reforçou, durante a entrevista, que a educação previdenciária tem um papel muito importante no processo educacional da população. “A previdência é o que mais requer educação. É um projeto de, no mínimo, 40 anos, e quiçá, 80 anos, pois a previdência, além do período de acumulação, quando você resolver reduzir sua carga de trabalho, ou até parar, você vai viver da renda daquele recurso. A previdência envolve muitos outros assuntos que não só o financeiro, tem questão social, de seguridade. A previdência social é fundamental para garantir essa renda mínima mais seguros de morte, invalidez, maternidade, doença, e depois o recebimento”, disse.

Paulo Valle ressalta que a educação previdenciária é, dentro da educação financeira, bem mais profunda, e o governo vem trabalhando nessa divulgação e também em regulações, com o Conselho Nacional de Previdência Complementar (CNPC) buscando que o sistema forneça mais informações para que o participante e cidadão seja orientado ao longo de toda essa jornada, fazendo referência à Resolução CNPC nº 32, que dispõe sobre os procedimentos a serem observados pelas Entidades Fechadas de Previdência Complementar (EFPC) na divulgação de informações aos participantes e assistidos dos planos que administram. “O mais importante é ter esse acompanhamento e consultoria para garantir o sucesso no final do período”.

Guia – Dentro da semana ENEF, foi lançado o “Previdência Complementar para Todos – Guia para a população brasileira se preparar melhor para a aposentadoria”, citado por Paulo Valle na entrevista como um material que auxilia desde o início do processo de decisão por poupar, até o momento da aposentadoria.

Paulo Valle ressaltou ainda que, ao optar por uma entidade de previdência privada, o participante passa a ter uma constância nas contribuições. “O grande problema da poupança de longo prazo é não manter a constância das suas contribuições. Então, quando você entra em uma previdência privada, que tem incentivos fiscais, você cria o hábito de poupar”, explicou. “No guia, mostramos ainda os cuidados ao contratar um plano. Recomendamos que você entre nos sites dos fiscalizadores, que são Previc e Susep, pesquise sobre a entidade a qual fará adesão, e verifique as taxas cobradas”, ressaltou. Ele explicou que o guia é bem didático e fornece informações práticas para quem está iniciando a previdência. Acesse aqui o material na íntegra.

Semana ENEF – Nesta terça-feira, 24 de novembro, o Diretor Presidente da Abrapp, Luis Ricardo Martins, participou da live “A Importância da Previdência Privada oferecida pelo empregador para o trabalhador” da Semana ENEF, transmitida pelo canal da Abrapp no YouTube. Na ocasião, ele reforçou a importância de formar uma poupança com foco em obter uma renda qualificada no futuro (leia mais).

Na quarta-feira, dia 25 de novembro, o canal da Abrapp no YouTube transmitiu a live “A Importância dos Planos Privados de Caráter Previdenciário para o Brasileiro”, com Jorge Pohlmann Nasser e Carlos Alberto de Paula, respectivamente Presidente e Diretor da Federação das Empresas de Previdência Aberta (FenaPrevi). E nesta quinta-feira, dia 26 de novembro, às 17h, a live “Previdência privada para servidores públicos, entenda porque ela pode ser importante para você” também transmitida pelo canal da Abrapp no YouTube e terá a participação de Delubio Gomes Silva, Auditor Fiscal da Receita Federal do Brasil, e Marcia Paim Romera, Coordenadora-Geral de Diretrizes e Normas de Previdência Complementar.

Newsletter Abrapp em Foco

Cadastre-se e fique por dentro de tudo que acontece no Grupo Abrapp e em sintonia com os fatos mais relevantes do setor.